Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras mantém contrato com goleiros renegados nos últimos anos

Fábio e Vágner já chegaram a disputar posição com Jailson, mas atualmente estão em outras equipes e não devem mais atuar pelo clube

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 de julho de 2017 | 07h00

O Palmeiras mantém vínculo com dois goleiros que em um passado não muito distante, estavam na frente de Jailson na preferência pela posição. Enquanto o novo titular da posição está confirmado pelo técnico Cuca como titular para a partida deste domingo, contra o Sport, pelo Campeonato Brasileiro, Fábio e Vágner continuam emprestados a outras equipes e têm destino incerto ao fim desses vínculos.

Quando Jailson foi contratado pelo Palmeiras, em outubro de 2014, o clube vivia uma indefinição. Fernando Prass estava machucado e outros dois goleiros do elenco, Fábio e Deola, viviam fase instável e não deixavam o clube satisfeito. Apesar disso, o reforço só foi estrear pela equipe em abril do ano seguinte e só virou titular em agosto do ano passado, quando a dupla Fábio e Deola já não estava mais no plantel.

Deola já não tem mais vínculo com o Palmeiras e chegou a mover um processo contra o clube por pagamentos atrasados. Já Fábio, desde o começo de 2016 tem sido emprestado a outras equipes. Atualmente, está no São Bento, de Sorocaba, e tem contrato com o Palmeiras até 30 de agosto deste ano. O vínculo com o Alviverde não será renovado após a data.

O goleiro de 27 anos foi revelado pelas categorias de base do clube, foi integrado ao elenco profissional em 2010 e passou a ter chances para jogar a partir de 2013. As duas últimas participações dele pelo time foram em 2015, pouco antes dele assinar o primeiro contrato de empréstimo, com o Oeste, de Itápolis.

Já Vágner, chegou ao Palmeiras em dezembro de 2015 e assinou vínculo até o fim de 2019. O goleiro veio para ser o reserva de Prass, mas nos três jogos pelo Campeonato Brasileiro de 2016 em que teve a oportunidade para atuar, o time acumulou uma derrota e dois empates. A escolha de Cuca, então, foi por apostar em Jailson e deixar Vinícius Silvestre como substituto imediato. Prass também estava machucado nessa ocasião.

O primeiro empréstimo de Vágner foi ao Mirassol, para a disputa do Campeonato Paulista deste ano. Atualmente o goleiro integra o elenco do Guarani e retornará ao Palmeiras ao fim do Brasileiro da Série B, em novembro. O time campineiro tem apostado como titular do gol Leandro Santos.

Outra opção para o gol que até pouco tempo tinha vínculo com o clube era Raphael Alemão. Também revelado pelas categorias de base, o jogador terminou contrato com o Palmeiras no fim de maio. Nos meses finais, esteve emprestado ao Cianorte, do Paraná.

O clube tem mais de 30 jogadores emprestados a outras equipes. A diretoria, porém, tem o plano de diminuir essa quantidade, principalmente pela questão financeira. Atualmente o clube gasta por mês cerca de R$ 800 mil com os salários dessas atletas cedidos temporariamente para outros clubes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.