Paulo Pinto/AE
Paulo Pinto/AE

Palmeiras marca no final e vence o Sertãozinho pelo Paulistão

Cleiton Xavier balança as redes aos 48 minutos do 2.º tempo, time faz 3 a 2 e volta a sonhar com vaga no G-4

André Rigue, estadao.com.br

08 de março de 2010 | 22h53

Uma virada na raça. Cleiton Xavier marcou aos 48 minutos do segundo tempo e o Palmeiras derrotou o lanterna Sertãozinho na Arena Barueri por 3 a 2, no complemento da 13.ª rodada do Campeonato Paulista. Com o resultado, o alviverde chegou aos 19 pontos e ainda sonha com uma vaga entre os quatro melhores do Estadual.

 

Veja também:

PAULISTÃO - tabelaTabelalista Classificação

ELDORADO/ESPN - som Ouça os gols do jogo

linkPalmeirenses deixam Barueri aliviados com vitória no fim

 

A partida contra o Sertãozinho deveria ter ocorrido no último sábado, no Palestra Itália, mas foi transferida para a Arena Barueri por causa das chuvas, que deixaram o gramado do estádio alviverde impraticável.

 

A meta do Palmeiras nesta segunda era "lavar a alma" dentro de campo para afastar a crise. Diego Souza, suspenso, ficou de fora. O técnico Antônio Carlos começou com Deyvid Sacconi como companheiro de Cleiton Xavier. No gramado, porém, o alviverde voltou a encontrar dificuldades.

 

O Palmeiras marcou primeiro, aos 22 minutos. O volante Pierre deu boa bola para Lenny. O camisa 19 recebeu, passou pela marcação de Erivelton e bateu no canto direito de Gilberto. "Tive felicidade em marcar o gol, mas infelizmente bobeamos e complicamos", explicou Lenny.

 

Após ficar na frente do marcador, o Palmeiras deu a impressão de que, enfim, deslancharia. No entanto, aos 40 minutos o time voltou a errar. Rubens Cardoso deu passe na entrada da área. Mendes apareceu na frente de Eduardo e chutou forte. A bola passou pelo goleiro Marcos, explodiu no travessão e morreu no fundo das redes.

 

 Palmeiras3
Marcos; Wendel (Ivo), Léo, Danilo e Eduardo; Pierre, Márcio Araújo, Deyvid Sacconi (William    ) e Cleiton Xavier; Lenny (Daniel Lovinho) e Robert   
Técnico: Antônio Carlos Zago
 Sertãozinho2
Gilberto    ; Ricardo Lopes    , Pablo, Erivelton e Rubens Cardoso     (Rafael Mineiro    ); Éverton, Rodriguinho    , Magal e Marcos Vinícius; Thiago Silvy (Maranhão) e Mendes (Cascata)
Técnico: Paulo Comelli
Gols: Lenny, aos 22, e Mendes, aos 40 minutos do primeiro tempo; Ricardo Lopes, aos 4, e Cleiton Xavier, aos 38, e aos 48 minutos do segundo tempo

Árbitro: Raphael Claus

Renda: R$ 87.531,00

Público: 3.224 pagantes

Estádio: Arena Barueri, em Barueri (SP)

"Parabéns para eles", afirmou Pierre, que foi cabisbaixo para os vestiários.

 

Na etapa final, o Palmeiras voltou ainda mais nervoso. Logo aos 4 minutos, Marcos voltou a falhar ao rebater para frente uma bola fácil. Na sequencia da jogada, o goleiro ainda derrubou Thiago Silvy dentro da área: pênalti. Ricardo Lopes foi para a cobrança e não deu chances: cravou 2 a 1 no marcador.

 

Após o Sertãozinho ficar à frente do placar, o Palmeiras passou por um momento difícil. Antônio Carlos tentou mudar ao colocar Ivo, William e Daniel Lovinho. O time, porém, só chegou ao empate aos 38 minutos, quando os torcedores já gritavam "time sem-vergonha". Na jogada, Léo cruzou e Cleiton Xavier cabeceou para as redes.

 

Cleiton Xavier foi o herói do Palmeiras. Com raça, o meia marcou o gol da virada aos 48 minutos do segundo tempo, após aproveitar bola na área. "Foi na base da vontade e da superação", afirmou o artilheiro da noite. "Essa vitória é de todos os companheiros. Saímos bem cansados, porque precisávamos dessa vitória."

 

O Palmeiras, agora, voltará a jogar no Paulistão no próximo domingo, no clássico contra o Santos, na Vila. "Clássico é um jogo diferente. Dentro de campo é 11 contra 11, e a gente pode vencer", afirmou Robert.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.