Palmeiras: Marcinho Guerreiro aplaudido

A fase do Palmeiras é tão boa que até quem era vaiado agora é aplaudido pela torcida. Um exemplo? Marcinho Guerreiro! O volante admitiu ter se surpreendido ao olhar para o setor das numeradas, durante o jogo contra o São Caetano, e ouvir seu nome sendo gritado com entusiasmo pela "turma do amendoim" (uma referência a torcedores que, na época, ficavam nas numeradas criticando o técnico Luiz Felipe Scolari). E não eram xingamentos... "É a prova de que consegui reconquistar o futebol da torcida. Isso é importante", disse o Guerreiro. "Os gritos incentivam você a correr mais em campo."O reconhecimento da "turma do amendoim" não foi em vão. Guerreiro teve excelentes atuações nas duas últimas partidas, contra Fluminense (domingo passado) e São Caetano (quarta-feira). O volante anulou as principais peças dos adversários. "Marcação individual é a minha especialidade. Consegui marcar bem o Felipe e depois o Edílson, dois jogadores que estão em evidência", disse Marcinho Guerreiro.A vitória "pessoal" sobre Edílson foi muito comemorada pelo volante. Os dois haviam se desentendido no último encontro, ano passado, quando o Capetinha ainda jogava pelo Vitória. " Na última vez que nos enfrentamos, o Edílson deu alguns dribles e falou que eu fiquei perdido em campo. Na quarta-feira, entrei motivado. E acredito ter jogado bem". Edílson não deu o braço a torcer. "O São Caetano foi melhor, mas o Palmeiras teve duas chances e fez dois gols. Paciência."Vida nova - A boa fase de Marcinho Guerreiro coincide com a chegada de Leão. "Depois que ele chegou, não lembro de ter feito uma partida ruim", diz o volante. "Ele (Guerreiro) tem rendido tudo aquilo que eu espero de um volante", diz Leão.O Palmeiras, que enfrenta neste sábado o Brasiliense, no Distrito Federal, pode ter formação tática bem diferente da utilizada nas últimas partidas. Com a contusão do atacante Warley (dores musculares na coxa direita) e o retorno do meia Juninho (que cumpriu suspensão), Leão pode manter Pedrinho no time e adiantar Marcinho para o ataque - seria a volta do esquema dos "três porquinhos". Outra hipótese, a mais provável (já que Pedrinho ainda não está 100% fisicamente), é a entrada de um atacante no lugar de Warley.As opções são Washington (jogador mais de área) e o jovem Cláudio (para jogar pelas pontas). Nas demais posições, tudo igual: Sérgio no gol, enquanto Corrêa, Daniel, Gamarra e Michael compõem a defesa, protegida pelos volantes Roger e Marcinho Guerreiro. No ataque, Gioino é certo.Já o volante Reinaldo teve uma péssima notícia nesta quinta-feira: um exame mais detalhado revelou uma distensão num músculo da coxa esquerda. O jogador, que já não atua há duas semanas, ficará mais um mês parado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.