Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram

Palmeiras monitora situação do atacante Hulk na China e estuda fazer proposta

Diretoria aposta na boa relação com o jogador para tentar encaminhar a primeira contratação para 2021

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2020 | 12h36

O Palmeiras vai monitorar e manter contato com o atacante Hulk para uma investida. Como o jogador só tem contrato até dezembro com o Shangai SIPG, da China, está aberta a possibilidade de equipes interessadas buscarem o atleta para tentar fechar uma negociação sem custos e conseguir a assinatura de um pré-contrato. Hulk vai completar 34 anos neste mês e atua fora do futebol brasileiro há 15 anos. Ele já disse que não ficará na China. Sua vontade é antecipar a rescisão.

O sonho do Palmeiras em contar com Hulk é antigo. O atacante é torcedor do clube e até já visitou as instalações da Academia de Futebol e do Allianz Parque recentemente. Foi visto em uma partida antes da paralisação do futebol. Outro fator de ligação é com o diretor das categorias de base, João Paulo Sampaio. Ele foi técnico das divisões de base do Vitória, trabalhou com Hulk garoto e foi o responsável por transformá-lo de lateral-esquerdo em atacante.

Apesar do Campeonato Brasileiro nem ter iniciado, o Palmeiras tem se antecipado ao planejar a próxima temporada e considera Hulk uma ótima oportunidade de mercado. O clube pode contar com dinheiro da venda de Dudu para o futebol do Catar - ele já foi liberado para negociar um acerto. O Palmeiras, portanto, deve perder Dudu para o Al-Duhail. Hulk se encaixaria na posição e elenco.

Um detalhe a ser debatido na situação entre Hulk e Palmeiras é a questão salarial. Como na China a realidade financeira é outra, bem acima do dinheiro pago no Brasil, o clube precisaria convencer o atleta a aceitar valores bem menores. Pelo impacto econômico causado pela pandemia do novo coronavírus, a diretoria tem trabalhado para reduzir custos, principalmente o que é gasto com a manutenção do elenco. Luxemburgo já deu sinal verde para a contratação.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasHulk

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.