Palmeiras: Muñoz substitui Edmílson em Itu

Sem Edmílson, que deve ter sua transferência para o Niigata, do Japão, confirmada amanhã, mas com a volta de Marcos e Magrão, o Palmeiras vai buscar a reabilitação contra o Ituano, às 21h40 em Itu. O técnico Jair Picerni confirmou que Muñoz vai ser o companheiro de Vágner Love no ataque, pelo menos durante a negociação de Edmílson. Muñoz admitiu que já estava esperando pela chance de ser titular faz tempo. "Fica mais difícil quando a gente trabalha como no programa Domingão do Faustão e tem de se virar nos 30", disse o bem-humorado jogador, comparando sua situação de ser escalado no meio das partidas ao programa de TV onde os candidatos têm de mostrar talento em 30 segundos. "Se eu ficar no time, ótimo. Vou me esforçar para isso." O técnico Jair Picerni reafirmou seu descontentamento com a apatia do time na derrota para o Marília por 2 a 1. "Que sirva de lição", pregou o treinador que, com a saída iminente de Edmílson, espera que a diretoria contrate um substituto. "Fiquei sabendo que o Mota (que atuou pelo Cruzeiro em 2003), voltou da Coréia", afirmou. Sobre o time, o Picerni não descarta a possibilidade de mudanças se a postura dos jogadores continuar. "Mas também temos de ver um ponto positivo: temos o melhor ataque." O lateral Lúcio jogou no Ituano por três anos e conhece bem o técnico Paulo Comelli, com quem trabalhou no Atlético de Sorocaba, e espera uma partida difícil. "No Paulista a disputa é equilibrada", disse o jogador. Segundo ele, o Ituano não deve jogar na afobação. "O técnico preza muito a parte da tática."

Agencia Estado,

27 de janeiro de 2004 | 18h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.