Palmeiras não abre mão de Magrão

Se Magrão acha que será fácil deixar o Palmeiras, pode esquecer. "Ele é imprescindível para o time. É um guerreiro. O Magrão é peça fundamental para o time vencedor que estamos montando. Ele sabe disso. Não queremos nem saber de propostas. Queremos é vê-lo lutando e empurrando o nosso time para vitórias", avisou o diretor de futebol do clube, Hugo Palaia.Magrão sabe que a diretoria do Palmeiras tem três propostas para negociá-lo. Duas são segredo: a de um clube espanhol e outra de um clube italiano. A terceira é a confirmação que o FC Moscou, que já tentou levá-lo duas vezes, quer finalmente fechar a transação.Depois de quase cinco anos de Palmeiras, ele sabe que chegou o momento de ganhar dinheiro indo jogar na Europa. Mas está indeciso. "Eu roí o osso por muito tempo. Agora, finalmente a diretoria investiu e temos bons jogadores. Está duro pensar só no meu futuro, no dinheiro fora daqui. Eu queria muito ter o prazer de ganhar títulos com o Palmeiras. Vou pensar demais antes de tomar a minha decisão", explicou Magrão.Hugo Palaia confirma que teve uma conversa franca com Magrão para convencê-lo a ficar no clube. "Fui bem claro. Falei que depois de muito tempo o Palmeiras resolveu investir para valer no futebol. Ele sabe que estamos atrás de mais reforços. A hora é acreditar no futuro", contou.Magrão foi um dos primeiros no clube a saber não só do interesse como também das contratações de Juninho e Marcinho. O jogador foi ouvido com atenção sobre o que a dupla poderia trazer de bom ao Palmeiras."Com o tempo fui ganhando cada vez mais espaço. Eu me sinto bem demais para falar qualquer coisa com os dirigentes. Sei que virei exemplo por tudo que faço dentro de campo", admitiu Magrão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.