Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras
Imagem Robson Morelli
Colunista
Robson Morelli
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Palmeiras não consegue repetir desempenho da Libertadores e emperra no Brasileirão

Time de Abel Ferreira perde pontos em casa e trabalha para encontrar equilíbrio no torneio nacional

Robson Morelli, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2022 | 05h00

Depois de cinco jogos, o Palmeiras ocupa posição apenas intermediária no Brasileirão, longe do que a torcida esperava dele. O time emperrou na competição nacional, longa e cansativa. Mas não é isso que tira a equipe de Abel Ferreira das primeiras colocações neste momento.

A qualidade dos rivais explica melhor a condição do Palmeiras na classificação. Os principais jogadores do time também estão sendo bem marcados. Uma jogada no empate em casa com o Fluminense, ontem, representa bem isso, quando três marcadores praticamente jogaram Dudu e a bola pela lateral. Não há refresco, daí a necessidade de o Palmeiras ser mais inventivo, rápido e menos previsível dentro de suas condições técnicas.

Abel sabe que terá de fazer mais no Brasileirão se quiser vencer a competição que lhe falta por ora. O elenco confia nele. Ele já se provou ser um estrategista em mata-mata, mas ainda não achou o ponto para a disputa por pontos corridos. Tem batido forte no calendário e na quantidade de partidas, mas isso não muda nesta temporada. Tomara mude na próxima ou o quanto antes.

O caminho percorrido pelo Palmeiras no Campeonato Brasileiro registra dois tropeços no Allianz Parque: derrota para o Ceará (3 a 2) e empate com o Flu (1 a 1). Ainda não há um equilíbrio nos jogos do time.

Apesar desses dois resultados ruins, o Palmeiras fez 3 a 0 no Corinthians e empatou com o Flamengo no Rio sem gols. Foram duas boas apresentações que ainda não se tornaram uma marca da equipe. O empate com o Goiás fora de casa também pode ser considerado um resultado ruim, dada a condição mais frágil do rival. Abel sabe o que a perda desses pontos representa na corrida dentro da tabela.

Em 2020, o Palmeiras ficou na sétima colocação, com 58 pontos. O Flamengo ganhou o torneio, com 71. Abel estreou pelo time em novembro daquele ano. Não fez uma temporada completa. Estava aprendendo sobre o futebol brasileiro. Mas em 2021, disputou todas as partidas. Ficou em terceiro lugar, com 66 pontos. Viu Flamengo e Atlético-MG serem mais regulares. O time de Minas Gerais festejou o merecido título com sobras: 84 pontos.

Neste ano, muitos colocaram nas costas do treinador o desafio de ganhar o torneio nacional. O Palmeiras não abre mão de competição, quem me disse isso foi a presidente. E tudo no futebol é discutido entre Leila Pereira, o gestor do futebol e a comissão técnica.

Se ainda não vai bem no Brasileirão, o Palmeiras sobra na Libertadores, coloca vantagem na Copa do Brasil e já comemorou o título do Paulistão – e da Copinha. É cedo para aplaudir e condenar, portanto.

O elenco retrabalha sua condição física e técnica, cujo ápice ocorreu em janeiro/fevereiro por causa do Mundial de Clubes, para estar competitivo mais adiante, em etapas decisivas da temporada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.