Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras não descarta a chegada de mais reforços para o Brasileiro

Clube contrata zagueiro Luan, do Vasco, e diz monitorar mais opções no mercado

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

06 de abril de 2017 | 07h00

A cerca de um mês do início do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras vai defender o título na competição com um elenco que deve ser um pouco diferente do atual. A equipe não descarta contar com mais contratações para a disputa do torneio. O primeiro desses reforços será oficializado em breve: é o zagueiro Luan, do Vasco, em transferência no valor de R$ 10,2 milhões.

O técnico Eduardo Baptista e o diretor de futebol Alexandre Mattos estão atentos a possíveis oportunidades. "Temos a conversa diária com o Alexandre para analisarmos a necessidade e a busca por jogadores que atuem em mais de uma posição", afirmou ao Estado o treinador palmeirense. "A zaga era uma das posições mais delicadas. Por isso, já não é mais segredo, estamos trazendo o Luan", completou.

O ex-vascaíno deve se apresentar ao clube nesta quinta-feira e solucionar a preocupação do departamento de futebol com possíveis baixas no setor defensivo. O colombiano Mina é constantemente chamado para a seleção do seu país e como Thiago Martins ficará seis meses parado em recuperação de cirurgia no joelho, as opções entre os zagueiros estavam restritas a Vitor Hugo, Edu Dracena e Antônio Carlos, além do recém-promovido Vitão, de 17 anos.

A busca pelo defensor, que assinará por quatro temporadas, é usada como exemplo pelo técnico para mostrar o quanto o Palmeiras tem se antecipado no planejament do elenco. "Palmeiras é um time que olha para frente, não olha só o hoje, mas sim o futuro. Então, se tiver algo interessante de oportunidade para se reforçar, nós vamos em busca", afirmou.

O clube chegou a sondar como reforço o meia Valdívia, do Inter. A investida foi para oferecer jogadores em troca, o que foi recusado pela equipe gaúcho. A negociação não evoluiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.