Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras negocia venda de Thiago Santos; Crefisa terá de ser reembolsada

Volante trazido em 2015 com aporte da patrocinadora deve reforçar o FC Dallas em 2020

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

29 de novembro de 2019 | 18h20

Um dos primeiros jogadores a deixar o Palmeiras nesta janela de transferências deve ser o volante Thiago Santos. Com uma proposta do FC Dallas, dos Estados Unidos, o jogador deve ser vendido no fim do ano e ser o primeiro de um pacote que negociações que o clube prepara para reformular o elenco. Já há um acordo verbal e falta somente a assinatura para o acordo ser selado.

Thiago Santos está no clube desde agosto de 2015, quando deixou o América-MG, e tem contrato válido até o fim de 2022. O jogador tem 180 partidas e seis gols pelo time. Nas últimas temporadas, ele permaneceu como opção no banco de reservas para Felipe Melo. Em 2019 foram 35 partidas disputadas.

O jogador foi contratado por R$ 1 milhão, com aporte da Crefisa. Quando a venda por concretizada, o clube terá dois anos para devolver o valor investido com correção de valor fixada pela CDI. Além do volante, a diretoria deve promover a saída de nomes como Hyoran e Edu Dracena. Os goleiros Jailson e Fernando Prass têm contrato até o fim da temporada e só um deve ficar. Já o zagueiro Antônio Carlos e o meia Raphael Veiga interessam ao Sport.

O possível futuro clube de Thiago Santos tem no elenco o zagueiro Bressan, ex-Grêmio e Flamengo. O diretor técnico da equipe é André Zanotta, dirigente que trabalhou anteriormente no Grêmio e é irmão de Alexandre Zanotta, um dos vice-presidentes do Palmeiras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.