Palmeiras pede mudança de local do jogo e aguarda FPF

O Palmeiras fez nesta quarta-feira o pedido oficial para a mudança do local da partida contra o Atlético-MG, no dia 8 de novembro, mas a chance de sucesso é bem pequena. A falta de laudos do Allianz Parque deve fazer com que a Federação Paulista de Futebol vete a estreia da equipe em sua nova casa. O pedido é feito para a FPF, que, após aprovação, encaminha para a CBF alterar a tabela.

DANIEL BATISTA, Estadão Conteúdo

29 de outubro de 2014 | 16h39

A Polícia Militar ainda precisa dar autorização para que o jogo seja realizado no estádio. Além disso, falta o Habite-se dado pela prefeitura para a utilização do espaço, mas a FPF pode até liberar sem o documento da prefeitura, mas não sem o aval da PM.

Até às 20h, Palmeiras e WTorre receberão a resposta se foi aprovada a alteração do local da partida. No clube não existe muita confiança em conseguir reverter a decisão enquanto a construtora ainda acredita em uma reviravolta.

Caso o jogo não seja realizado na arena dia 8, a estreia deve ficar para o dia 20 de novembro, na partida contra o Sport. Até lá, a WTorre terá que pedir uma vistoria da PM, fazer possíveis reparos que serão solicitados e só depois entrar em contato com a CBF para solicitar a mudança do palco da partida. Após a vistoria, a polícia leva até cinco dias para dar um retorno. Por isso, é preciso que a construtora também acelere os procedimentos para conseguir o aval.

Já o Palmeiras assegura que quer atuar no Allianz Parque o quanto antes e aceitaria até que a carga máxima de ingressos fosse menor do que a capacidade do estádio. A ideia era que o jogo contra o Atlético-MG tivesse apenas 30 mil lugares disponíveis, embora o Corpo de Bombeiros tenha liberado os 43,6 mil lugares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.