Palmeiras perde o capitão Martinez por mais de um mês

Vítima de uma cotovelada na partida contra o América-RN, o volante teve uma fratura no osso da face

Guilherme Carvalho, Jornal da Tarde

01 de outubro de 2007 | 21h47

Vítima de uma cotovelada involuntária na partida contra o América-RN, no domingo, o volante Martinez teve constatada uma fratura no osso da face e ficará de três a seis semanas sem jogar. "Não me recordo do lance, nem com quem que foi. Só sei que doeu muito e não parava de sangrar. É uma pena", lamentou o capitão palmeirense, que teve de sair de campo ainda no primeiro tempo. Com a contusão, o técnico Caio Júnior terá dificuldade para escalar o meio-de-campo do Palmeiras na partida de quarta-feira, contra o Náutico no Palestra Itália, já que o reserva Francis também está contundido, e Makelele, suspenso por três cartões amarelos. A opção principal do técnico deve ser deslocar Wendel para o meio, ao lado de Pierre, e escalar Paulo Sérgio na lateral-direita. Mais à frente, Valdivia volta, depois de cumprir suspensão contra o América, e pode formar um time mais ofensivo, jogando ao lado de Caio e de dois atacantes. "Vou ter que quebrar a cabeça, mas só vou pensar nisso na terça-feira", avisou o treinador. Caio Júnior aproveitou para pedir o apoio da torcida, já que o time fará em casa seis dos últimos dez jogos no Brasileiro. "Os palmeirenses têm feito a parte deles nos jogos em casa e tenho certeza que vão lotar o Palestra nessas duas próximas partidas para nos incentivar." No domingo, a equipe recebe o Grêmio, e o sonho da Libertadores ainda está vivo, apesar do tropeço em Natal. "Serão dois jogos importantíssimos, e se vencermos, temos boa chance de voltar a ficar entre os quatro primeiros", diz o técnico. "O empate foi amargo, mas só dependemos da gente para chegar à Libertadores", completa Martinez.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasMartinezfratura

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.