Heuler Andrey/AE
Heuler Andrey/AE

Palmeiras perde para o Coritiba e tem liderança ameaçada

É a quarta partida seguida do clube sem vitória no Brasileirão; Goiás pode se tornar líder nesta quinta

André Rigue, estadao.com.br

19 de agosto de 2009 | 23h56

A vida do Palmeiras ficou complicada no Campeonato Brasileiro. Em pênalti duvidoso no final do jogo, o clube foi derrotado pelo Coritiba, no Couto Pereira, por 1 a 0, pela 20.ª rodada. O resultado deixou a liderança ameaçada - o Goiás pode assumir a ponta se ganhar do Náutico nesta quinta-feira.

 

Veja também:

linkMuricy diz que próximos jogos mostrarão se time será campeão

linkJogadores do Palmeiras criticam árbitro após derrota

linkOrtigoza estende acerto com Palmeiras até o fim do ano

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

 

Com o novo tropeço, o Palmeiras completou o quarto jogo sem vitória - a primeira derrota de Muricy Ramalho. O clube ficou nos 37 pontos, contra 35 dos goianos, em terceiro - o São Paulo foi para 36 com a vitória sobre o Fluminense e chegou ao segundo lugar. O Inter, com a derrota para o Corinthians, ficou em quarto, com 33.

 

Acostumado a adotar esquemas defensivos, Muricy surpreendeu nesta quarta-feira ao colocar o Palmeiras no 3-4-3. Obina, Ortigoza e Daniel Lovinho foram escalados na frente. Marcão entrou na zaga ao lado de Maurício Ramos e Danilo. Já Bruno assumiu o gol na vaga de Marcos, machucado.

 

A estratégia deixou o Palmeiras com maior volume ofensivo. Responsável por mais de 44% das jogadas que terminaram em gol, Cleiton Xavier foi o principal nome do primeiro tempo, mesmo sobrecarregado por não ter o companheiro Diego Souza. Aos 16 minutos, o meia cruzou na medida para Obina, que quase marcou de cabeça.

 

Contudo, foi nos pés de Ortigoza que o Palmeiras perdeu sua melhor oportunidade na etapa inicial. Aos 30 minutos o atacante recebeu dentro da área e bateu cruzado. A bola foi para fora e assustou o goleiro Edson Bastos.

 

O esquema tático do Palmeiras teve de ser desfeito aos 33 minutos, com a expulsão de Pierre por falta em Bruno Batata. Muricy tirou um dos atacantes (Daniel Lovinho) para reforçar o meio com Jumar.

 

O Coritiba aproveitou e quase marcou aos 35 minutos. Bruno Batata cruzou uma bola perfeita para Márcio Gabriel. O jogador, na pequena área, ficou afobado, encheu o pé e mandou por sobre o gol palmeirense.

 

O jogo voltou a ficar igual no final do primeiro tempo. Leandro Donizete fez falta em Armero, levou o

 Coritiba1
Edson Bastos; Márcio Gabriel (Marcos Aurélio   ), Pereira    , Jéci e Douglas Silva; Jaílton, Leandro Donizete    , Pedro Ken     e Carlinhos Paraíba; Marcelinho Paraíba     e Bruno Batata     (Thiago Gentil)
Técnico: Ney Franco
 Palmeiras0
Bruno; Maurício Ramos    , Danilo e Marcão    ; Souza, Pierre    , Cleiton Xavier e Armero    ; Daniel Lovinho (Jumar), Ortigoza (Deyvid Sacconi) e Obina (Robert    )
Técnico: Muricy Ramalho
Gols: Marcelinho Paraíba, aos 45 minutos do segundo tempo

Árbitro: Péricles Bassols P. Cortez (RJ)

Público: 17.534 pagantes

Estádio: Couto Pereira, em Curitiba (PR)

segundo amarelo e teve de deixar o gramado. Com dez de cada lado, Muricy ordenou que o Palmeiras atacasse na etapa final. "É sair para ganhar o jogo, estão faltando dois jogadores e vai sobrar espaço. Empate não interessa", destacou o treinador.

 

TUDO OU NADA

O Palmeiras partiu em busca do gol no segundo tempo. Aos 20 minutos, Cleiton Xavier arriscou da entrada da área. Bem posicionado, o goleiro Edson Bastos espalmou.

 

O Coritiba também teve sua chance. Aos 25 minutos, Marcelinho Paraíba levantou despretensiosamente para a área. O goleiro Bruno deixou passar e a bola explodiu no travessão.

 

Os minutos finais foram eletrizantes no Couto Pereira. Aos 36 minutos, Armero recebeu de Cleiton Xavier, desviou a bola de carrinho dentro da área e quase mandou no canto esquerdo de Edson Bastos.

 

Em sua última cartada, Muricy tirou Obina e Ortigoza e colocou Robert e Deyvid Sacconi, respectivamente. Mas foi o Coritiba que conquistou a vitória. Aos 45 minutos, Marcão disputou bola com Thiago Gentil. O árbitro viu falta do palmeirense, aplicou o cartão vermelho e marcou pênalti. Na cobrança, Marcelinho Paraíba guardou e garantiu o placar de 1 a 0.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.