Divulgação/VipComm
Divulgação/VipComm

Palmeiras perde para os reservas do Internacional por 2 a 0

Mesmo com o time titular, clube alviverde joga mal no Beira-Rio e sofre a 1.ª derrota no Campeonato Brasileiro

André Rigue, estadao.com.br

17 de maio de 2009 | 17h51

O Palmeiras teve uma atuação abaixo da média na tarde deste domingo e foi derrotado pelos reservas do Internacional, no Beira-Rio, por 2 a 0, em duelo válido pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado deixou o time gaúcho com 100% de aproveitamento - venceu o Corinthians na estreia no Pacaembu.

 

Veja também:

linkLuxemburgo se irrita com críticas de Marcos ao Palmeiras

especial Visite o canal especial do Brasileirão

especial Jogue o Desafio dos Craques

tabela Brasileirão Série A - Classificação e Calendário

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão 

 

Como o confronto diante do Nacional (URU) pela Copa Libertadores é apenas no dia 28 (quinta-feira), o técnico Vanderlei Luxemburgo decidiu colocar a força máxima em Porto Alegre - apenas Willians, machucado, ficou de fora. Já o Internacional escalou os reservas, uma vez que possui um duelo decisivo na próxima quarta-feira contra o Flamengo pela Copa do Brasil.

 

E o time gaúcho sequer sentiu a falta de Nilmar e D'Alessandro, que começaram no banco de reservas. Logo aos 12 minutos, Taison fez bela jogada pela esquerda e cruzou na boca do gol. Galydson furou e Danny Morais, neto do ex-goleiro Valdir Joaquim de Morais, aproveitou a liberdade para bater no cantinho de Marcos: 1 a 0.

 

O gol desestabilizou o Palmeiras. Desorientado no setor defensivo e com problemas no meio-campo (Diego Souza e Cleiton Xavier não conseguiam ligar o ataque), o time alviverde quase levou o segundo aos 32 minutos. Coube a Marcos, novamente, o papel de salvador. Na jogada, o volante Souza falhou dentro da área e Taison bateu forte para a defesa do goleiro.

 

O único bom lance do Palmeiras ocorreu aos 35 minutos. Keirrison deu passe para Diego Souza. O meia carregou a bola para dentro da área, passou pela marcação e bateu rasteiro. A bola tirou tinta da trave esquerda do goleiro Lauro. "Não atuamos bem no primeiro tempo. O Inter é forte mesmo com os reservas", alertou Diego Souza ao final da primeira etapa.

 

 Internacional2
Lauro; Danilo Silva, Danny Morais, Bolívar e Marcelo Cordeiro    ; Glaydson, Sandro, Rosinei (Guiñazu) e Andrezinho (D\'Alessandro); Taison e Alecsandro (Nilmar)
Técnico: Tite
 Palmeiras0
Marcos; Maurício Ramos    , Danilo      (Fabinho Capixaba) e Marcão; Souza, Pierre    , Cleiton Xavier e Diego Souza (Mozart) e Pablo Armero; Marquinhos     (Ortigoza) e Keirrison
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
Gols: Danny Morais, aos 12 minutos do primeiro tempo; D'Alessandro, aos 48 minutos do segundo tempo

Árbitro: Djalma Jose Beltrami Teixeira (RJ)

Estádio: Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Para dar um novo ritmo ao Palmeiras, Luxemburgo fez uma modificação no intervalo. O volante Mozart voltou na vaga de Souza. No começo do segundo tempo, o treinador ainda colocou o atacante Ortigoza e o lateral Fabinho Capixaba, nos lugares do apagado Marquinhos e do irregular Danilo, voltando ao 4-4-2.

 

O Palmeiras melhorou e teve uma ótima chance para empatar aos 19 minutos. Em cruzamento na grande área, Diego Souza disputou a jogada e cabeceou. A bola subiu, passou por Lauro e tocou na trave. Um susto para o técnico Tite, que decidiu colocar D'Alessandro e Nilmar para reequilibrar a partida.

 

As mudanças de Tite deram certo e o Internacional ampliou aos 48 minutos, com D'Alessandro, que bateu após rebote de Marcos - com o resultado, agora o alviverde não ganha em Porto Alegre há 12 anos.

 

Pelo Brasileirão, o time gaúcho volta a atuar no próximo sábado, diante do Goiás, no Serra Dourada. Já o Palmeiras tentará a recuperação no clássico contra o São Paulo, no domingo, no Palestra Itália.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.