Palmeiras pode alcançar liderança pela 1ª vez

O Palmeiras chega neste sábado em um momento especial na Série B do Campeonato Brasileiro. Na partida contra o Joinville, às 16 horas, no Palestra Itália - que marca a metade da fase de classificação - o time terá, pela primeira vez, a chance de alcançar a liderança ( para que isso aconteça, o Náutico precisa perder, e Botafogo, Marília e Avaí não podem passar de um empate em seus jogos). E o grupo estará bem modificado para enfrentar o adversário, vice-lanterna, que se inspira no Boca Juniors para vencer. A principal alteração está no ataque, onde Muñoz substitui Thiago Gentil. O técnico Jair Picerni, que quer o time entre os três primeiros colocados, afirmou que há espaço para a rotatividade e deixou nas entrelinhas que a fase de um jogador influi na sua escolha. "Preciso dos 30 jogadores e que aquele que entrar no lugar de outro, corresponda." O goleiro Marcos, contundido na coxa, se recuperou e jogará no lugar de Sérgio. Para ele, o time está em um momento importante. "No começo, é normal o equilíbrio entre os times, porque eles estão se entrosando e ninguém sabe como o outro joga. A definição dos melhores começará a partir da metade do campeonato." As outras alterações são a volta do lateral Alessandro e do volante Marcinho, que estavam suspensos. Apesar de ter sofrido choque com o zagueiro Glauber hoje, que rendeu cinco pontos no supercílio, o volante Magrão está confirmado. Ousadia - Picerni reafirmou sua intenção de ousar, com o cuidado de evitar os contra-ataques do Joinville. Para Marcos, o fundamental é ter paciência. "Porque se já é difícil fazer 1 a 0, pior é correr atrás do prejuízo se a gente tomar um gol." Muñoz comemorou sua chance. "Isso mostra que será titular quem estiver melhor", disse o jogador que sabe que a situação pode ser temporária. Ele espera um Palmeiras ofensivo, mas respeita o Joinville. Joinville - Para inspirar seu time, o técnico do Joinville, Arnaldo Lira recorreu ao Boca Juniors, que quebrou o favoritismo do Santos na final da Libertadores. "Podemos fazer o mesmo com o Palmeiras", observou o técnico que arma o time com três zagueiros e promoverá a estréia do zagueiro Tércio e do ala Henrique.classificação

Agencia Estado,

04 de julho de 2003 | 18h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.