Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Palmeiras pode jogar sem seis titulares contra o Vilhena

Bruno César e Valdivia têm poucas chances de jogar

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2014 | 10h04

SÃO PAULO - Além da derrota para o Ituano e a eliminação no Campeonato Paulista, o Palmeiras deixou o estádio do Pacaembu com outros grandes problemas. No total, cinco jogadores se machucaram na partida e são dúvidas para o confronto contra o Vilhena, quarta-feira, novamente no Pacaembu, pela Copa do Brasil. São os casos de Fernando Prass, Wendel, Juninho, Valdivia, Bruno César e Alan Kardec

As situações mais preocupantes são de Bruno César e Valdivia. Bruno deixou o estádio com um plástico amarrado segurando uma compressa na coxa esquerda e só não foi substituído diante do Ituano, porque o técnico Gilson Kleina já havia feito as três alterações quando ele sentiu.

No caso de Valdivia, o chileno começou no banco de reservas por estar com dores no tornozelo direito, em decorrência de uma pancada sofrida diante do Bragantino, nas quartas-de-final. Como se fez necessário, Valdivia entrou em campo não estando no melhor de suas condições físicas.

Quanto a Prass e Alan Kardec, a situação parece mais animadora. O goleiro torceu o tornozelo direito e foi substituído no intervalo da partida, mas não parece ser grave. Assim como o atacante, que deixou o campo chorando após levar uma joelhada na coxa esquerda ainda no primeiro tempo. Juninho sentiu dores musculares no segundo tempo e, assim como Bruno César, teve que ficar em campo.

Já Wendel, sequer foi para o jogo. No treino de sábado, ele sofreu uma lesão na coxa direita. Outro que está na lista dos machucados é o volante França. Ele se recupera de dores na panturrilha direita. Todos machucados serão reavaliados no treino desta segunda-feira, na Academia de Futebol.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolCopa do Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.