Palmeiras pode punir Alex e Marcos

O meia Alex e o goleiro Marcos não apareceram no treino de hoje do palmeiras e podem ser punidos. O técnico Marco Aurélio disse não saber o motivo e aguarda a justificativa dos atletas para depois tomar uma atitute. Com tendinite no joelho direito, Sérgio ficou em tratamento. Sustentação ao técnico e reforços. Estas são as promessas da diretoria do Palmeiras para a equipe sair da crise em que se encontra, agravada após a derrota para a Ponte Preta, sábado, por 3 a 2. Pensando na Taça Libertadores da América, competição na qual o time estréia no dia 8, dois atletas experientes devem ser contratados. Os laterais Arce - que já participou da competição sul-americana em oito oportunidades - e Felipe, do Vasco, estão nos planos do clube. As negociações devem começar esta semana, após o fim do carnaval. Segundo o coordenador de Futebol do clube, Márcio Araújo, a vontade de Arce em retornar ao Palmeiras, pode resultar em um acerto rápido. "Ele sempre esteve nos nossos planos e faremos o possível para contarmos com os seus serviços", afirma Márcio Araújo. O jogador, sem clube desde que saiu do Palmeiras - seu passe pertence à Parmalat -, mostrou-se disposto a baixar sua proposta para novamente defender o clube Alviverde, onde trabalhou com Marco Aurélio. A situação de Felipe é um pouco mais complicada. Palmeiras e Vasco brigam na Justiça para contar com Euller na competição sul-americana. O lateral viria para o Palmeiras, que abriria mão do atacante, mas nem a diretoria e muito menos o técnico Marco Aurélio querem ficar sem o jogador na Libertadores. "Não podemos deixar de contar com um atleta de nível. Se os clubes ?brigam? é porque o Euller é indispensável", diz Márcio Araújo. Enquanto não chegam os reforços, a boa notícia é a estréia de Fábio Júnior e Leonardo contra a Inter de Limeira, domingo, no Palestra Itália, pelo Campeonato Paulista. Apoio - A diretoria continua depositando confiança no trabalho de Marco Aurélio, que teve como mérito a boa campanha na Copa João Havelange e Copa Mercosul de 2000 - competição que foi vice-campeão. "Ele demonstrou saber montar times, precisa apenas de tempo para isso", frisa Márcio Araújo. "Vamos lhe dar peças para colocar em campo e repor o time. Depois é que vamos cobrar", completa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.