Palmeiras precisa de aplicação tática para vencer clássico

Caio Júnior acredita que desta maneira conseguirá sair do jogo contra o Santos com um bom resultado

12 de outubro de 2007 | 12h57

O técnico Caio Júnior aposta no empenho de seus jogadores do Palmeiras para vencer o clássico deste sábado contra o Santos, às 18h10, na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro. Com o fato do time estar na briga direta por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem diretamente com o arqui-rival, ele considera a partida fundamental para atingir este objetivo. Veja também: Caio Junior nega críticas à arbitragem e lamenta problema Jogadores do Palmeiras recebem 70 crianças no treino"Espero que os jogadores tenham aplicação tática. Estamos vivendo um bom momento e se cada um fizer muito bem sua função, temos boas chances de ganhar um jogo. Como é um confronto direto pela Libertadores, quando você ganha, dá um passo direto. Independentemente de resultado, não define a vaga ainda porque tem muita coisa pela frente, mas é importante somar pontos", discursa o técnico.   Na entrevista, o técnico palmeirense não quis indicar um resultado que lhe satisfaria (empate ou vitória). "É um jogo imprevisível em relação a resultado porque o Santos, do meio para frente, tem muita qualidade técnica. Será um jogo bom."   O atacante Luiz Henrique faz coro às palavras do técnico e diz que a aplicação tática que ele pede deve ser forte principalmente no começo da partida. "Quem errar menos vence, é um jogo muito difícil. O Santos deve fazer pressão nos primeiros dez minutos e a gente deve segurar, estudar o time deles. O ponto forte do Santos é o tempo de jogar junto, isso favorece muito eles." Nesta sexta-feira pela manhã a equipe fez apenas um rachão, onde o meia Valdívia até brincou no gol. O treino foi assistido por muitas crianças. Time quase pronto   A equipe titular para o clássico está praticamente pronto para o jogo. A escalação deve ser: Diego Cavalieri, Paulo Sérgio, Gustavo, Dininho e Valmir; Pierre, Makelele, Valdivia e Caio; Luiz Henrique e Rodrigão. Tudo depende só da confirmação do técnico.   Quem não estará no banco de reservas é o goleiro Marcos, que novamente não treinou por causa de uma amidalite (inflamação na garganta). É o terceiro dia em que ele não vai ao campo. Assim, o substituto de Diego Cavalieri será Bruno.

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.