Cesar Greco/Agência Palmeiras
Cesar Greco/Agência Palmeiras

Palmeiras visita o Atlético-MG para provar a força do elenco

Alviverde luta para superar desfalques diante da equipe mineira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

23 de agosto de 2015 | 07h00

Desde o início do ano, a confiança em cima do elenco do Palmeiras é grande, já que foram 24 contratações e a mudança radical de perspectiva no Brasileiro, onde fugir do rebaixamento deu lugar a sonhar com o título. Neste domingo, diante do Atlético-MG, no estádio Independência, é um dos maiores testes para a equipe de Marcelo Oliveira mostrar realmente seu potencial.

O time mineiro começou a rodada como vice-líder com 36 pontos, cinco a menos que o Palmeiras, quinto lugar. Para conseguir se aproximar dos líderes, o Alviverde terá que superar os importantes desfalques por causa de lesão. 

Além de Gabriel, Robinho e Victor Ramos, que não enfrentaram o Cruzeiro, na quarta-feira, a missão será atuar sem o volante Arouca, outro com problemas musculares.

Sem Arouca e Gabriel, seus dois volantes titulares e insubstituíveis, o jeito encontrado por Marcelo Oliveira para amenizar a ausência da dupla é mexer no esquema tático. Só não se sabe para qual opção e com que peças vai a campo. O treinador faz mistério sobre a escalação e tem várias opções. 

“São jogadores importantes (Arouca e Gabriel), porque cumprem duas funções: eles são jogadores de meio que marcam e saem para jogar. Nesse momento, temos alguns volantes que marcam mais e saem menos ou que jogam mais e marcam menos. Vamos ter de adaptar”, disse o treinador.

O mais provável é que Amaral entre na equipe ao lado de Andrei, para reforçar a marcação. No meio, o treinador pode manter Cleiton Xavier e Zé Roberto ou colocar Rafael Marques no lugar de um dos dois. 

Outra opção seria manter o esquema com apenas um volante de marcação - Amaral ou Andrei - e colocar Cleiton Xavier, Zé Roberto e Rafael Marques juntos, auxiliando Dudu e Alecsandro. 

No ataque, o treinador está preocupado com a condição física de Barrios e por isso pode escalar Alecsandro, já que ele não terá condições de atuar na quarta-feira, contra o Cruzeiro, por ter defendido o Flamengo na Copa do Brasil. 

Mais do que mistério para confundir o adversário, a impressão deixada pelo treinador palmeirense é que ele não tem muita convicção no sucesso de nenhuma das opções, já que qualquer que seja sua escolha, o time deve sentir a ausência da dupla de volantes titular. 

Além da necessidade de pontuar, o jogo deste domingo é importante também visando quarta-feira, quando a equipe encara o Cruzeiro, pelo jogo de volta da Copa do Brasil. Um resultado positivo daria ainda mais confiança para suportar a provável pressão que a equipe sofrerá. No primeiro jogo, o Alviverde venceu por 2 a 1. A equipe, inclusive, permanecerá em Belo Horizonte para o jogo de quarta-feira.

CAPITÃO FORA

Embora o Atlético-MG esteja bem na tabela, o time mineiro vem de quatro jogos sem vitórias - foram duas derrotas e dois empates - e espera aproveitar os desfalques do adversário para voltar a vencer e não deixar o líder Corinthians desgarrar ainda mais. 

Sem o zagueiro Leonardo Silva, ex-Palmeiras, suspenso pela expulsão contra a Chapecoense, o zagueiro Edcarlos deve entrar no time. Assim como Marcelo Oliveira, Levir Culpi também não quis dar pistas de quem joga. A principal dúvida está no meio de campo. 

Thiago Ribeiro não jogou no meio da semana, contra o Figueirense, por já ter atuado na Copa do Brasil pelo Santos e pode retornar ao time. Ele disputa posição com Dátolo. 

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Edcarlos, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Dátolo (Thiago Ribeiro), Giovanni Augusto e Luan; Lucas Pratto

Técnico: Levir Culpi

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Jackson, Vitor Hugo e Egídio; Amaral, Andrei, Cleiton Xavier, Zé Roberto (Rafael Marques) e Dudu; Alecsandro

Técnico: Marcelo Oliveira

JUIZ: Sandro Meira Ricci (SC)

HORA: 18h30

LOCAL: Independência, em Belo Horizonte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.