Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras prega cautela e adia a volta do goleiro Jailson ao time

Após lesão rara no quadril, jogador já treina no campo, mas ainda não tem data para atuar pela equipe

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

15 de setembro de 2017 | 20h43

A aparição do goleiro Jailson no campo da Academia de Futebol na última semana animou a torcida do Palmeiras pelo retorno dele. Porém, o clube esfriou essa expectativa e por enquanto prefere não estipular o prazo para o jogador voltar a atuar. Contra o Coritiba, na segunda-feira, novamente será Fernando Prass o escalado para o compromisso pelo Campeonato Brasileiro.

O técnico Cuca disse nesta sexta-feira que a volta do titular do gol será somente nas próximas partidas. "O Jailson ainda não tem data certa para voltar, porque nem está treinando com o grupo ainda", afirmou. O goleiro se machucou no dia 9 de agosto ao tentar defender um dos pênaltis na disputa contra o Barcelona, do Equador, pela Copa Libertadores.

A rara lesão no músculo iliopsoas, localizado no quadril, levou o departamento médico do Palmeiras a consultar médicos especialistas da liga de futebol americano. O clube preferiu tratar o problema com método conservador, sem cirurgia. A previsão inicial de retorno era de um mês, alterada para prazo indeterminado logo depois.

A expectativa da torcida pela volta de Jailson é grande. O goleiro jamais perdeu uma partida pelo Campeonato Brasileiro em 23 atuações e no ano passado foi um dos destaques na campanha do título nacional. Após começar o ano na reserva, o jogador recuperou a posição em julho, contra o Flamengo, em jogo em que chegou a defender um pênalti, cobrado pelo meia Diego.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.