JF Diorio/Estadão
JF Diorio/Estadão

Palmeiras prepara evento para torcida ver final na arena

Clube vai promover ações para reunir torcedores em seu estádio

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2015 | 07h00

A diretoria do Santos mudou parcialmente de ideia na terça-feira e, em vez de colocar todos os 1.350 ingressos destinados à torcida do Palmeiras para a final à venda apenas na Vila Belmiro – como decidira inicialmente –, resolveu colocar a metade da carga a que os adversários têm direito à disposição deles no Pacaembu. Independentemente desse recuo parcial, a quantidade de bilhetes é insuficiente para os palmeirenses. Por isso, a diretoria alviverde acerta os últimos detalhes para abrir o Allianz Parque no domingo e receber a torcida.

Assim, quem não puder ir à Vila Belmiro deverá ter uma boa opção para assistir à decisão. Na arena, serão realizadas diversas ações antes e durante a partida, em uma espécie de fan fest, como as que ocorreram durante a Copa do Mundo. O clube deve anunciar nesta quarta a venda de ingressos e maiores detalhes do evento. A ideia é abrir a arena para os palmeirenses torcerem juntos e, se o time for campeão, ficarem por lá esperando a volta do elenco de Santos.

Em relação à venda de ingressos para o jogo, o Santos anunciou que 675 ingressos, metade dos 1.350 colocados à disposição dos palmeirenses, serão vendidos no Pacaembu. A outra parte continua na Vila. Uma decisão que, pelo momento vivido entre as torcidas, se torna algo quase inacreditável. No domingo, um palmeirense foi espancado por um grupo de santistas e seu estado é gravíssimo.

O preço dos bilhetes serão salgados, como foi para os santistas na primeira partida: R$ 210. Na quinta, as vendas ocorrem das 10h às 17h e o horário se repete na sexta e sábado, se ainda tiver bilhetes. A justificativa da diretoria do Santos é que o preço é o mesmo cobrado pelo rival em seus domínios e a decisão de comercializar os ingressos só na Vila também foi tomada em comum acordo. Quando os dirigentes se reuniram para definir o local das partidas, também foi resolvido que cada clube seria responsável pela distribuição dos bilhetes quando fosse o mandante. O Palmeiras também não mandou as entradas de visitante para a Vila, mas as vendas foram feitas no Pacaembu e não na arena. 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolAllianz Parque

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.