Palmeiras prepara lista de dispensa

A promessa do diretor de Futebol do Palmeiras, Sebastião Lapola, de que os jogadores dispensados não mais treinariam com o restante do elenco não se confirmou. Claudecir, Galeano e Adalto participaram das atividades em dois períodos. A definição de mais uma lista de jogadores fora dos planos ficou para esta quarta-feira. ?Aqui não tem esse negócio de afastar ninguém, mas jogador deve ser tratado como profissional. Se falo que está dispensado, pega a fita e vai à Justiça?, disse o treinador Vanderlei Luxemburgo.Lapola novamente comentou que as definições serão tomadas internamente. E citou que momentos de transição na carreira dos jogadores não são constrangedores. ?É um fato normal ser trocado ou negociado. Talvez seja difícil aceitar no primeiro momento, mas depois os atletas adaptam-se normalmente. Digo que os jogadores são patrimônio do clube, e não vamos jogar fora nosso patrimônio?.Na reapresentação dos jogadores, nesta terça-feira de manhã na Academia, Muñoz (liberado por Luxemburgo), Itamar, cujo pai faleceu, e Christian (sem justificativa) não compareceram. Mas a falta de sintonia entre diretoria e comissão técnica novamente foi evidenciada. ?Sinceramente não sei por que o Muñoz não compareceu. Vocês da imprensa que estão me dizendo?, comentou Lapola. No início da tarde, surgiu a verdade nas palavras de Luxemburgo, que confirmou ter liberado o colombiano.A especulação sobre possíveis reforços seguem no clube. Os nomes do lateral Rubens Cardoso e do zagueiro Preto, do Santos, e Leonardo, lateral do Vasco, agradam a Luxemburgo. Nesta terça-feira, o meia Fernandes foi devolvido ao Figueirense de Santa Catarina, de onde havia vindo no início do ano por empréstimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.