Palmeiras prepara nova safra de juniores

Com a proposta de ser a versão 2004 de Vágner Love, Diego Souza, Alceu e Glauber, os jogadores da equipe de juniores do Palmeiras treinam para a Taça São Paulo, que começa dia 4. Entre os atletas, o sucesso dos ex-companheiros das categorias de base, que estão atualmente no time principal, aumenta as esperanças de uma rápida ascensão no futebol. Resumindo, a ordem é ?quero ser você amanhã?. O atacante Bruno Cazarine é um dos mais esperançosos, uma vez que já integrou o time de Jair Picerni no ano passado. Mas uma contusão atrapalhou os planos do jogador, que espera ter um bom desempenho no time comandado por Wilson Coimbra. ?Acho que todos os atletas que disputam a Copa São Paulo visam isso. Todos querem chegar lá e o espelho são eles mesmos (os ex-colegas).? Segundo ele, há, no entanto, uma diferença em relação aos ex-companheiros. ?Sou um jogador mais de área e de cabeceio. Mas talvez isso seja vantagem porque eles (os jogadores) dizem que os atletas com características diferentes, que complementam o grupo têm mais chances.? Outro atacante que está na disputa é Rafael Marques, que trocou a posição de titular da Ponte Preta por uma chance nos juniores em busca de uma boa estrutura e incentivado pelo desempenho dos ex-juniores do clube no time principal. ?Decidi arriscar. Sempre quis jogar em um clube grande.? Já o goleiro Bruno sabe que será necessária paciência na sua posição, mas não desanima. ?O Marcos só ganhou vaga no time principal com 26 anos. Para jogador de linha é velho, mas para goleiro é uma boa idade.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.