Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Palmeiras procura, mas não deve contratar substituto de Gabriel

Falta de opções faz com que chance de reforço seja pequena

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2015 | 07h00

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, já disse algumas vezes que o clube não contrataria mais na temporada, entretanto, não contava com a grave lesão sofrida pelo volante Gabriel, que o deixará longe dos gramados por cerca de seis meses. Assim, a diretoria analisa o mercado para tentar achar um substituto para o jogador, mas a missão é bastante complicada.

A janela de transferência para atletas que atuem no exterior possam jogar no Brasil está fechada. Assim, as opções se limitam para jogadores que estão sem clube, atletas de divisões inferiores (Série B e C) e jogadores que ainda não completaram sete jogos na Série A.

A ideia da diretoria é que só seja contratado algum jogador que realmente possa acrescentar em algo. O técnico Marcelo Oliveira também não quer a chegada de mais atletas, ainda mais se forem só para compor elenco. A missão de Mattos está conseguir achar alguém que realmente seja útil no momento, que chegue para jogar, e que se enquadre na questão financeira do clube.

Além disso, Marcelo Oliveira acredita que tem um elenco na mão suficientemente bom para conseguir “sobreviver” sem o volante. A tendência é que nos próximos dias, alguns garotos da base comecem a fazer parte dos treinamentos e, dependendo do rendimento, podem até ficar para a sequência do ano.

Enquanto isso, o treinador trabalha para definir o substituto do volante. Andrei Girotto e Amaral são os mais cotados. Robinho pode ser recuado e Cleiton Xavier ou Zé Roberto podem reaparecer no time. 

Mais conteúdo sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.