Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Palmeiras promete atenção máxima contra Atlético-GO

Com a água batendo no pescoço na luta para deixar a parte de baixo da tabela de classificação, o Palmeiras encara o Atlético-GO neste domingo, às 18h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, com a preocupação de enfrentar um time que adora complicar a vida dos paulistas.

DANIEL BATISTA, Agência Estado

19 de agosto de 2012 | 09h32

Os goianos estão na penúltima colocação, mas quando enfrentam times de São Paulo mostram a força de quem briga pelo título. O Atlético-GO venceu o São Paulo (4 a 3) e empatou com a Ponte Preta (1 a 1) como mandante. Fora de casa, empatou com Santos (2 a 2) e Corinthians (1 a 1) e só a Portuguesa, no Canindé, venceu (2 a 0). Dos 12 pontos conquistados na competição, a metade foi em jogos contra paulistas.

"Temos que ficar atentos a isso. O recado foi dado aos nossos rivais e eles não conseguiram. Temos de fazer bem o nosso serviço porque, para eles, será o jogo da vida", disse o zagueiro Maurício Ramos.

Após a vitória sobre o Flamengo na última rodada, um fator que motiva bastante o Palmeiras para o jogo deste domingo é a melhora significativa da defesa. Nos últimos cinco jogos, o time levou apenas três gols. Para Maurício Ramos, isso se deve ao fato de os atacantes aparecerem mais para ajudar na marcação. "A bola está chegando mascada para a defesa. Nosso sistema defensivo está muito bom. E está assim porque o ataque está ajudando bastante na marcação. Não podemos falar que é só a defesa que está bem", analisou o zagueiro.

Além da defesa, outro ponto que anima os palmeirenses é Valdivia. O meia chileno foi um dos destaques contra o Flamengo. Seus dribles e lançamentos fizeram com que a equipe voltasse a ter uma velocidade na criação das jogadas inexistentes no período em que ele esteve fora, machucado.

Apesar do otimismo, Felipão tem problemas para escalar o time. Henrique está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Marcos Assunção, com tendinite no joelho direito e correndo risco de cirurgia, foi vetado. O lateral-direito Artur, com dores musculares, e o lateral-esquerdo Fernandinho, com dores no joelho esquerdo, também não jogam.

No meio-de-campo, Felipão pode promover a reestreia de Correa, que volta ao clube após seis anos. O problema, porém, é que o volante não atua desde maio e fez apenas três treinamentos com o grupo. No ataque, embora não venha jogando bem, Mazinho deve ganhar mais uma oportunidade ao lado de Barcos. Assim, Obina fica como opção para o segundo tempo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBrasileirãoPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.