Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Palmeiras promove rodízio de jogadores para time não se acomodar

Reservas têm sido decisivos na campanha e fazer titulares manterem empenho

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 de setembro de 2013 | 07h35

SÃO PAULO - Cada vez mais confortável na liderança da Série B do Campeonato Brasileiro, o Palmeiras busca no próprio elenco razões para não se acomodar com a grande vantagem. A concorrência pelas vagas de titular é uma das formas de manter o grupo sempre mobilizado.

A vitória contra o ASA na terça-feira foi um exemplo disso. O volante Wendel foi escalado como lateral-esquerdo por ser a quarta opção de Gilson Kleina. Com Juninho, Fernandinho e Marcelo Oliveira machucados sobrou ao jogador a chance e ele não decepcionou. Deu o passe para o gol de Wesley, o segundo dos 3 a 0.

Quem fechou o placar foi outro reserva. Serginho entrou no lugar de Vinícius e, momentos depois, marcou o dele. “Ninguém se acomoda no Palmeiras. Não basta fazer só uma partida boa, tem que continuar. O time está em primeiro lugar graças ao empenho de todos”, disse Wendel.

O volante fala com a propriedade de ter ficado de lado no elenco por um bom tempo. Em 11 anos de clube, já foi reserva, treinou separado, esteve emprestado e atuou como titular. Para ele, o segredo para retomar o espaço foi acreditar que um dia a chance chegaria.

Com 11 jogos disputados no intervalo de 45 dias era inevitável perder peças importantes por contusões, cansaço ou suspensões. Mesmo forçado a trocar jogadores, o Palmeiras não deixou o rendimento cair e viu justamente no rodízio do elenco um dos pilares para a boa campanha, graças a uma “artilharia distribuída”. De todo o elenco, 16 diferentes jogadores já marcaram.

“O Kleina preza muito o grupo e dá moral para todos os jogadores. Temos no elenco bastante companheirismo e amizade para compreender que outro jogador pode estar melhor”, disse o meia Serginho. As boas atuações devem render a ele vaga de titular no time para o jogo de sábado, contra o América-MG, em Belo Horizonte. O jogador deve ganhar a vaga de Vinícius, que vai defender a seleção brasileira Sub-20 em amistoso contra a seleção catarinense.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasSérie B

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.