Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Palmeiras protesta contra pênalti desmarcado pelo VAR em clássico

Árbitro Vinícius Furlan assinalou lance faltoso de Reinaldo sobre Dudu, mas voltou atrás após consultar imagens

Dani Arruda, especial para o Estado, Estadão Conteúdo

30 de março de 2019 | 20h26

Os jogadores do Palmeiras protestaram contra o pênalti desmarcado pelo árbitro Vinícius Furlan, neste sábado, na primeira partida da semifinal do Campeonato Paulista. O clássico com o São Paulo terminou sem gols no Morumbi.

No lance, ocorrido aos 37 minutos do primeiro tempo, o atacante Dudu caiu dentro da área após uma disputa com o são-paulino Reinaldo. O árbitro anotou a penalidade, mas, após uma consulta ao VAR, voltou atrás na decisão.

No banco de reservas, após assistir ao árbitro anular o pênalti, o técnico Luiz Felipe Scolari riu e pediu calma aos jogadores. Estava preocupado que o lance pudesse desestabilizá-los emocionalmente.

O atacante Dudu, envolvido diretamente no lance polêmico, disse que foi puxado pelo lateral são-paulino. "Ele me puxou por cima. Não era lance duvidoso ali para ter chamado o VAR. O árbitro de vídeo é só em lance duvidoso", reclamou.

Outro jogador que reclamou da não marcação do pênalti foi Ricardo Goulart. Na visão do meia-atacante, Dudu foi puxado por Reinado. "Foi pênalti. O jogador do São Paulo deu a carga em cima do Dudu. Os primeiros 90 minutos acabaram e fizemos um jogo com qualidade. Agora é descansar e terça temos um jogo muito difícil pela Libertadores", disse, referindo-se ao confronto contra o San Lorenzo, na Argentina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.