Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Palmeiras quer atletas longe da escolha de novo técnico

Diretoria do clube quer ver os jogadores preocupados apenas com a sequência do Campeonato Brasileiro

Daniel Akstein Batista, Agencia Estado

30 de junho de 2009 | 20h52

O Palmeiras vive um momento de incerteza, sem saber quem será o novo treinador do clube após a demissão de Vanderlei Luxemburgo. A diretoria já fez uma proposta para Muricy Ramalho, mas ainda não obteve resposta. Os dirigentes palmeirenses, porém, têm ainda outra preocupação: não deixar que o clima de indefinição tire o foco do time no Campeonato Brasileiro.

Veja também:

linkPalmeiras espera Muricy, mas já pensa em Dorival Júnior

especial Mercado: as transferências dos times

especial MASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especial Visite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela / tabela Classificação

especial Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão

Nesta terça-feira, o gerente de futebol Toninho Cecílio chegou a se reunir com o elenco antes do treino para falar a respeito do momento do clube. "Quero que os jogadores deixem de se preocupar com o futuro treinador", disse o dirigente, que confirmou a prioridade dada ao ex-técnico são-paulino. "O nome é o Muricy. Não tem o que esconder. A definição não depende apenas de nós. Depende da outra parte também", alegou Cecílio.

Já o elenco tratou de mostrar apoio ao técnico interino. "Estamos nos adaptando ao modo de trabalho do Jorginho", disse o meia Cleiton Xavier, que admite a preocupação com a sequência do Brasileirão, em que o Palmeiras ocupa a quinta colocação. "Estamos na espera (do novo treinador) e, enquanto isso, vamos trabalhando. Temos de pensar exclusivamente no adversário." Pela nona rodada, o time enfrenta o Avaí no domingo, em Florianópolis.

Cleiton Xavier procurou seguir a sugestão de Toninho Cecílio, mas admitiu que existe certa apreensão com a demora na contratação do novo técnico. "A gente fica um pouco ansioso", confirmou o meia, que vê com simpatia uma eventual chegada de Muricy. "É um grande treinador, com vários títulos. É um cara que cobra bastante", disse.

Enquanto isso, Luxemburgo apareceu na Academia de Futebol nesta terça-feira para pegar seus pertences pessoais e se despedir do grupo. O treinador permaneceu por cerca de 20 minutos no centro de treinamento palmeirense, mas não quis falar com a imprensa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.