Palmeiras quer contratar atacante Kléber, do Dínamo de Kiev

Jogador deve fechar por empréstimo de um ano; diretoria ainda tenta acertar com o atacante Fred

Juliano Costa, Jornal da Tarde

12 de fevereiro de 2008 | 09h33

Enquanto espera as negociações da Traffic com Fred, do Lyon, o Palmeiras pode contratar outro atacante: Kléber, do Dínamo de Kiev, da Ucrânia. As conversas estão bem adiantadas e o martelo poderia ser batido ainda nesta semana, já que o prazo para inscrições no Campeonato Paulista se encerra no dia 22 de fevereiro.   Veja também  Denílson diz que está bem fisicamente e fala até em seleção  Irmão de Fred diz que jogador continuará no futebol francês   A oferta do Palmeiras é de empréstimo por um ano, mas o Dínamo quer liberar o atacante por apenas seis meses. Pessoas ligadas à diretoria palmeirense, no entanto, acreditam que esse impasse será resolvido facilmente.   Outro ponto ainda não resolvido é que o Palmeiras quer que o Dínamo deixe fixado o valor dos direitos do jogador ao final do empréstimo. "Temos o interesse no Kléber e estamos conversando, mas ainda faltam detalhes para concluir o negócio", disse o diretor de futebol do clube, Genaro Marino.   Mas o que pesa - e muito - para a concretização do negócio é a vontade de Kléber em voltar ao Brasil. Ele sofre com o frio da Ucrânia há pouco mais de quatro anos.   Kléber Giacomace de Souza Freitas tem 24 anos, nasceu em Osasco e foi revelado pelo São Paulo, onde jogou ao lado de Kaká, Luís Fabiano e Júlio Baptista. Depois de disputar o Mundial Sub-20 pela seleção brasileira, ele foi vendido para o Dínamo em dezembro de 2003 por US$ 2,2 milhões, o equivalente hoje a R$ 3,8 milhões.   O técnico Vanderlei Luxemburgo já deu o aval para a aquisição de Kléber, mas o namoro do Palmeiras com o jogador começou em novembro, quando o treinador ainda era Caio Júnior. Do ponto de vista da diretoria palmeirense, a contratação de Kléber é uma forma de mostrar que não ficará só na dependência da Traffic para trazer reforços.   Dos oito reforços contratados até agora neste ano, cinco - Alex Mineiro, Elder Granja, Jorge Preá, Denilson e Léo Lima - não têm nada a ver com a Traffic - Henrique, Diego Souza e Lenny vieram graças ao dinheiro da parceira do clube.   OBJETO DE DESEJO O novo alvo da Traffic é o atacante Fred. O empresário Wagner Ribeiro, representando a parceira palmeirense, chega na quarta-feira à França para conversar com os dirigentes do Lyon.   Wagner Ribeiro já ouviu de familiares de Fred que o atacante tem muito interesse em voltar a jogar no Brasil. O empresário deixou claro, porém, que a Traffic não se vê obrigada a levar o reforço para o Palmeiras, caso consiga mesmo contratá-lo - poderia seguir para outro parceiro, como Cruzeiro ou Santos, por exemplo.   "Nosso interesse pelo Fred é antigo, vem desde o final do ano passado, antes mesmo de definirmos a parceria com a Traffic", disse Genaro Marino. O dirigente afirma que o Palmeiras chegou a fazer uma proposta formal pelo atacante. "Não posso revelar de quanto foi, mas o Lyon pediu muito mais que isso e não houve negócio."   O clube francês teria pedido 10 milhões de euros, algo em torno de R$ 25 milhões. "Na época, contaríamos com o auxílio de outro parceiro, mas não deu certo", disse Genaro Marino. "Mas agora que a Traffic foi atrás dele (Fred), ficaremos na expectativa novamente."

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.