Palmeiras quer ficar perto dos líderes

O Palmeiras tenta esquecer a Copa Libertadores, após o empate diante do Tacuary, em Assunção, no Paraguai, por 2 a 2, quarta-feira, e se concentra novamente no Campeonato Paulista. O objetivo, segundo o técnico Estevam Soares, é concentração total contra a Portuguesa Santista, neste sábado, às 18h10, no acanhado Estádio Ulrico Mursa.O treinador só vai poupar um jogador, o zagueiro Nen, que foi vetado pelo departamento médico. O médico Vinicius Martins diz que "ele sofreu uma leve entorse no tornozelo esquerdo. Não é nada grave, mas na radiografia apareceu um pequeno edema. Achamos melhor poupar o jogador."A viagem para Assunção atrapalhou a preparação para a partida deste domingo. A delegação palmeirense chegou quinta-feira à noite em São Paulo, reapresentou-se nesta sexta, às 8h30, na Academia de Futebol e, por volta do meio-dia, já viajava para Santos. A viagem foi antecipada para evitar os eventuais congestionamentos, em função do carnaval.Estevam deixou claro que vai colocar a equipe titular do Palmeiras: "Vamos colocar força máxima. Não podemos esquecer que viemos de uma derrota (para o São Caetano), perdemos a liderança e deixamos os outros escapar. Uma vitória é importantíssima para nós, sempre respeitando a Portuguesa Santista."Um bom resultado pode significar, também, uma folia mais prolongada aos atletas. A princípio, a reapresentação está marcada para domingo à noite. Se, porém, conseguir uma vitória convincente, o elenco pode ganhar um dia a mais de folga. "Estamos estudando. O importante é que não temos nenhuma criança no elenco. São todos profissionais responsáveis. Ninguém vai exagerar na folia e todos sabem da importância do compromisso de quarta-feira (jogo de volta contra o Tacuary, pela Copa Libertadores da América)."Pelo time que treinou nesta sexta, o goleiro Marcos já assumiu mesmo a condição de titular. Sérgio e Marcos continuam dando manifestações públicas de amizade. Fazem o aquecimento juntos, conversam muito, mas na hora do treino Marcos foi com os titulares para um campo, enquanto Sérgio fez o coletivo figurando na equipe reserva. Outro que está assumindo a condição de titular é o atacante Ricardinho. Marcel treinou com os reservas.O técnico mostra muita preocupação com o estádio. "A Santista tem bons jogadores, que podem perfeitamente jogar num clube grande. Além disso, o campo de jogo tem dimensões reduzidas, o gramado não é muito bom e a torcida fica bem perto dos jogadores. A pressão é muito grande", advertiu.Neste início de temporada, Estevam elegeu a defesa como o ponto negativo. Tomou nada menos que oito gols em cinco jogos. "Felizmente, estamos marcando muitos gols (12) também, o que está compensando. O Palmeiras não é time que toma tantos gols. Temos de arrumar isso", afirmou. "O problema é que em certos momentos da partida falta atenção para o time, como foi no segundo gol do Tacuary. Isso, realmente, não pode acontecer."

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2005 | 19h19

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.