Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras mira perseguição a rival antes de dérbi de novembro

Clube quer usar seis próximos jogos teoricamente mais favoráveis para se aproximar do líder Corinthians

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

27 de setembro de 2017 | 07h00

A chance de ser campeão brasileiro em 2017 obriga o Palmeiras a tratar como decisão os seis próximos jogos no calendário. A sequência de quatro compromissos como mandante, junto com dois jogos teoricamente mais fáceis como visitante, é encarada pelo elenco como fundamental para chegar em boas condições à partida seguinte à essa série, quando enfrentará o líder, Corinthians, em confronto direto na arena alvinegra.

O Palmeiras trata com importância esses próximos jogos por se sentir confiante com o retrospecto atual de três vitórias e um empate nas quatro últimas rodadas. "A gente pensa em disputar o título. Enquanto tiver chances vamos brigar. Se tiver 1% de chance, temos de lutar. Vamos pensar na gente, sem pensar neles. Não pode chegar no fim e lamentar um jogo ou outro. Temos de pensar partida a partida, conseguir o máximo de pontos e chegar no fim", disse o volante Thiago Santos.

Com o Corinthians em fase irregular no segundo turno, o atual campeão brasileiro se vê em condições de pouco a pouco reduzir a vantagem e chegar ao confronto direto, marcado para 5 de novembro, em condições de encostar de vez na liderança. A desvantagem chegou a ser de 16 pontos e atualmente está em 11. Dos seis adversários restantes até o clássico, de cinco deles o Palmeiras já ganhou nesta temporada.

A série de decisões pré-dérbi começa no sábado, no clássico com o Santos. Trata-se de um confronto direto pelo segundo lugar e de importância para o Palmeiras consolidar a arrancada. A vantagem do time é a partida ser realizada no Allianz Parque. Na sequência, dia 11, será outro compromisso como mandante, desta vez contra o Bahia, no Pacaembu.

A agenda palmeirense logo depois será em Goiânia, contra o lanterna, o Atlético-GO. O compromisso seguinte novamente é diante de outro adversário que luta contra o rebaixamento, a Ponte Preta, no Pacaembu. O Grêmio vem na sequência, mas como o time gaúcho estará na ocasião às vésperas do confronto com o Barcelona, do Equador, pela semifinal da Copa Libertadores, possivelmente vai escalar uma formação alternativa no encontro em Porto Alegre.

Por fim, antes de enfrentar o Corinthians, o último jogo preparatório será o Cruzeiro, no Allianz Parque. Toda essa sequência já tem sido discutida pelo técnico Cuca com o elenco. "Ano passado ele colocou quais jogos poderíamos ganhar, este ano está planejando bem, também. A gente confia nele. Tentamos fazer tudo que ele manda e no fim acho que vamos colher bons frutos", disse Thiago Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.