Palmeiras quer reformular comissão de reforma do Palestra

Quem preside o grupo, já há 10 anos, é o ex-presidente Carlos Facchina Nunes, hoje aliado da oposição

Juliano Costa, Jornal da Tarde

18 de outubro de 2007 | 21h02

Na próxima reunião do Conselho Deliberativo do Palmeiras, marcada para o dia 29, será votada uma reformulação na comissão que estuda a reforma do Estádio Palestra Itália. Quem preside o grupo, já há 10 anos, é o ex-presidente Carlos Bernardo Facchina Nunes, hoje aliado da oposição. A situação quer mais três nomes na comissão. "Já definimos quem estruturará o projeto, que será uma empresa estrangeira. Agora, precisamos que a comissão seja mais atuante", diz o diretor de planejamento, Luiz Gonzaga Belluzzo. Atraso O bônus aos jogadores pela vitória sobre o Grêmio, há duas semanas, ainda não foi pago: R$ 1 mil por atleta. "É um atraso circunstancial, irrisório, normal e que será pago em breve", minimiza o gerente de futebol, Toninho Cecílio. Já os salários e direitos de imagem estão em dia, depois de vários atrasos durante o ano.

Tudo o que sabemos sobre:
Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.