Palmeiras quer transformar CT em 'centro de excelência'

Time alviverde quer ter estrutura semelhante a São Paulo, Cruzeiro, Santos e Atlético Paranaense

Juliano Costa, Jornal da Tarde

12 de janeiro de 2008 | 12h22

A diretoria do Palmeiras quer transformar o CT da Barra Funda, oficialmente chamado de Academia de Futebol, num "centro de excelência", semelhante aos que têm São Paulo, Cruzeiro, Santos e Atlético Paranaense. O técnico Vanderlei Luxemburgo contou nesta sexta-feira que está empolgado com o projeto e admitiu que uma das primeiras obras será a do hotel, que servirá como alojamento para o time principal.   O hotel seria construído no lugar do ginásio, que seria demolido. O projeto de engenharia ainda não está pronto e, portanto, ainda nem foi encaminhado ao crivo da Prefeitura de São Paulo. Mas já está praticamente definida a estratégia para captar recursos para a obra: o dinheiro virá da Lei de Incentivo Fiscal.   O sistema funciona da seguinte maneira: o clube abre uma conta-investimento e corre atrás de empresas interessadas em investir no projeto. O dinheiro investido pela empresa poderá ser deduzido de seu imposto de renda.   A obra poderia ser feita pela WTorre, a mesma empresa de engenharia que assinou contrato para transformar o Palestra numa arena multiuso até o fim de 2010.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasPaulistão Série A-1

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.