Cesar Greco/Palmeiras
Cesar Greco/Palmeiras

Palmeiras recebe o Guarani em último compromisso antes da sequência de clássicos

Time de Abel Ferreira duelo com o rival campineiro antes de encarar São Paulo, Santos e Corinthians de forma consecutiva no Paulistão

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

06 de março de 2022 | 05h00

Acostumado a jogos com altos níveis de exigência, o Palmeiras, campeão da Recopa Sul-Americana na última quarta-feira, enfrenta o Guarani neste domingo, às 16h, no Allianz Parque. A ideia é manter-se como único invicto no Campeonato Paulista e somar mais um triunfo no duelo da décima rodada antes da sequência de três clássicos que terá pela frente.

Líder do Grupo C com 17 pontos, o Palmeiras é o único time que não perdeu no Estadual. Soma cinco vitórias e dois empates. Mas sabe que não pode vacilar porque sua chave é a mais disputada. O Mirassol, vice-líder, tem 16 pontos, o Botafogo, terceiro colocado, 15, e o Ituano, último colocado, soma 14. Os dois melhores de cada grupo avançam para as quartas de final e se enfrentam em jogo único eliminatório.

O time de Abel Ferreira terá três clássicos em sequência depois de encarar o Guarani. O primeiro deles será contra o São Paulo, quarta-feira, no Morumbi, em jogo atrasado da quarta rodada. No domingo, enfrenta o Santos no Allianz Parque, e no dia 17, pega o Corinthians também em casa.

Abel Ferreira deve mandar a campo uma escalação bastante modificada, com jovens talentos e jogadores pouco experimentados, bem como fez diante da Inter de Limeira, há uma semana. É provável que parte dos titulares ganhe um descanso antes da maratona de clássicos. Certo é que o zagueiro Luan continua fora, em tratamento de lesão, e Gustavo Scarpa está de volta após se recuperar de um estiramento no joelho.

A comemoração pelo título da Recopa, o quarto em 16 meses sob o comando de Abel, já passou. "A alegria é grande, escrevemos nossos nomes em mais um momento histórico do Palmeiras, mas estamos focados na sequência do Paulista e no jogo do fim de semana, contra o Guarani. Logo depois, já teremos uma sequência bem dura pela frente, com vários clássicos. É focar e encaminhar nossa classificação para a fase final do estadual", avisou Dudu.

Na zona de classificação às quartas de final do Campeonato Paulista, o Guarani enfrenta o Palmeiras com a intenção de encaminhar a vaga à próxima fase. O time bugrino vive um momento instável dentro da competição. Com dez pontos, ocupa a vice-liderança do Grupo A, atrás apenas do Corinthians. No entanto, o time campineiro ainda não se livrou do risco de rebaixamento.

O técnico Daniel Paulista não poderá contar com o lateral-esquerdo Matheus Pereira, suspenso após receber o terceiro cartão amarelo na derrota por 3 a 2, de virada, frente ao Santo André, na última rodada. O substituto será Eliel, que treinou entre os titulares durante a semana.

No meio, Índio e Yago brigam por uma vaga. O primeiro é o favorito para iniciar o duelo. De resto, a escalação será bem semelhante às dos últimos compromissos.

"O Palmeiras vem de um título (Recopa Sul-Americana) e de um vice no Mundial. A gente sabe do poder do Palmeiras. Mas, independentemente disso, a gente tem nossas responsabilidades. Estamos buscando nossa classificação. Precisamos buscar a vitória contra qualquer adversário", falou o zagueiro Derlan. Todos os jogadores levaram um puxão de orelhas pela última derrota, quando o time abriu 2 a 0 e depois sofreu a virada nos últimos minutos.

PALMEIRAS X GUARANI

PALMEIRAS - Weverton, Mayke, Kuscevic, Renan e Jorge; Patrick de Paula, Jailson e Atuesta; Wesley, Gabriel Veron e Rafael Navarro. Técnico: Abel Ferreira.

GUARANI - Maurício Kozlinski; Diogo Mateus, Ronaldo Alves, Derlan e Eliel; Bruno Silva, Índio (Yago), Rodrigo Andrade e Giovanni Augusto; Júlio César e Lucão do Break. Técnico: Daniel Paulista.

ÁRBITRO - Fabiano Monteiro dos Santos

HORÁRIO - 16h

LOCAL - Allianz Parque

TRANSMISSÃO - Paulistão Play, Premiere e Record TV

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.