Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras recebe o Sport nesta quinta motivado por R$ 11 milhões

Clube mira terminar como vice-campeão brasileiro para poder receber uma premiação maior da CBF

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

16 Novembro 2017 | 07h00

As quatro rodadas finais do Campeonato Brasileiro representam ao Palmeiras uma corrida pelo prêmio de R$ 11,3 milhões. A equipe recebe o Sport nesta quinta-feira, no Allianz Parque, às 20h, focado em buscar a cifra, que é entregue pela CBF ao clube vice-campeão do torneio.

+ Jean pode reforçar o Palmeiras na partida

+ Palmeiras conta com G-4 como trunfo em negociações

O técnico Alberto Valentim tem cobrado dos atletas o esforço no objetivo de terminar a competição na melhor posição possível. Como a vaga na Copa Libertadores está perto de ser assegurada, o esforço será em encerrar o ano em uma condição mais favorável e, assim, amenizar a frustração.

"A nossa meta é ser pelo menos segundo lugar para estarmos bem classificados, porque o clube tem uma receita maior", disse o treinador. Caso não melhore a posição atual e termine em terceiro, o Palmeiras teria direito a uma premiação menor, de R$ 7,7 milhões.

Se piorar e for o quarto colocado, terá direito a ainda menos na conta: R$ 5,6 milhões. O prêmio entregue ao campeão é de R$ 18 milhões. O trunfo do Palmeiras na disputa pelo vice-campeonato é ter como concorrente direto o Grêmio. A equipe gaúcha vai disputar nas duas próximas quartas-feiras a final da Copa Libertadores, contra o Lanús, e, portanto, vai escalar os reservas em dois compromissos do Brasileiro para poupar os principais jogadores. O outro concorrente mais próximo na tabela é o Santos, que tem um ponto a menos.

O aspecto financeiro se tornou uma motivação extra para bater o Sport, pois ao menos em termos de ambiente, a vitória no último domingo ajudou. Os 2 a 0 sobre o Flamengo garantiram dias melhores, sem protestos da torcida e com a possibilidade de se garantir na fase de grupos da Copa Libertadores já nas próximas rodadas.

A formação deve ser parecida à usada no último domingo, com Deyverson no comando do ataque contra o Flamengo. Valentim ainda não descarta contar com o zagueiro Mina e o atacante Borja, mas a presença de ambos é improvável. A dupla colombiana esteve na Ásia para amistosos contra Coreia do Sul e China. O retorno deles ao Brasil está previsto para esta quinta-feira.

A equipe encerrou a preparação com um treino fechado. A única dúvida é na lateral-direita. Mayke estava com dores no quadril, ficou fora de uma atividade e pode ser substituído por Jean. Outra possível alteração em comparação ao último jogo pode ser a entrada do meia Guerra no meio-campo.

A própria reta final serve como um teste para Valentim. O atual treinador vive situação indefinida no clube para a próxima temporada. No fim do ano passado o então ex-auxiliar deixou o Palmeiras e foi para o Red Bull por não ter sido efetivado no comando. A situação atual é de impasse semelhante.

A diretoria ainda não definiu quem será o treinador em 2018. "Eu estou muito focado no nosso momento, trabalhando bastante. Vamos deixar as coisas acontecerem naturalmente. Classificar bem o Palmeiras é a minha função. Faltam esses jogos e depois vemos o que pode acontecer no futuro", afirmou Valentim.

Há sete rodadas sem vencer, o Sport vive um grave momento de crise e de ameaça de rebaixamento. O clube pernambucano deve apostar na volta de Diego Souza. O meia chega ao Brasil nesta quinta-feira, após ter integrado a seleção brasileira nos dois amistosos na Europa. Ainda assim, como não foi utilizado pelo técnico Tite, chegará para ser titular na partida.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X SPORT

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Tchê Tchê), Edu Dracena, Luan e Michel Bastos; Felipe Melo, Guerra e Moisés; Dudu, Keno e Deyverson. Técnico: Alberto Valentim.

SPORT: Magrão; Raul Prata, Henríquez, Durval e Sander; Anselmo, Patrick e Diego Souza; Marquinhos, 

Mena e André. Técnico: Daniel Paulista.

Juiz: Rafael Traci (PR)

Local: Allianz Parque, em São Paulo

Horário: 20h

Na TV: Pay-per-view 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.