Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras recebe o Vasco em dia de estreia de Felipão na arena

Técnico reencontra torcida e pela primeira vez terá a oportunidade de trabalhar no novo estádio do clube

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

12 Agosto 2018 | 07h00

A combinação entre Luiz Felipe Scolari e a torcida do Palmeiras será restabelecida neste domingo, às 19h, quando o time entrar em campo para enfrentar o Vasco, no Allianz Parque, pelo Campeonato Brasileiro. Será o primeiro contato do treinador com a torcida depois do retorno à equipe e ainda a estreia dele na nova arena, onde só esteve como visitante.

Felipão tem mais de 400 jogos pelo clube, mas somente neste domingo vai dirigir o Palmeiras dentro do Allianz Parque. Nas duas passagens anteriores pelo cargo ele trabalhou ou no antigo Parque Antartica ou, como no caso mais recente, em uma época em que o time mandava jogos em estádios como Pacaembu e em Barueri, já que a arena estava em construção.

"Na última oportunidade que aqui estive, éramos uma equipe itinerante. Jogávamos em Barueri, no Canindé, em Presidente Prudente. Não tínhamos nosso estádio, e hoje temos um estádio que é maravilhoso", disse Felipão durante a sua apresentação. Erguido no mesmo local do antigo estádio palmeirense, o Allianz Parque recebeu a visita de Felipão durante as obras e também para o jogo de despedida do meia Alex, realizado em 2015. 

No Parque Antartica o treinador viveu grandes emoções, ao ganhar os títulos da Copa Mercosul de 1998 e a Copa Libertadores de 1999, a principal taça conquista por ele no comando do Palmeiras. Pelo clube ele fez 91 jogos no estádio, com 63 vitórias, 19 empates e nove derrotas, um aproveitamento de 76%. Felipão ainda passou pelo local como adversário em 11 ocasiões, no comando de Grêmio e de Cruzeiro.

Em Campeonatos Brasileiros o treinador dirigiu o Palmeiras em 33 jogos no Palestra Itália, com 20 vitórias, oito empates e cinco derrotas. O aproveitamento é de 69% na competição como mandante no estádio. Sob o comando dele, a melhor campanha clube no torneio foi em 1997, com o vice-campeonato. 

O retorno de Felipão mexeu com a torcida, que durante a semana fez a carga de ingressos vendidos antecipadamente chegar a quase 25 mil. A boa vitória na quinta-feira, pela Copa Libertadores, no Paraguai, também serve com ânimo para o público ver de perto da equipe, que fez os três últimos jogos fora de casa por três competições diferentes e não levou gol.

A escalação do Palmeiras para o jogo é uma incógnita. O time foi definido no sábado, em atividade fechada. A tendência é Felipão preservar os principais jogadores para a partida da próxima quinta-feira, contra o Bahia, no Pacaembu, pelo confronto de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Na ida, deu empate em 0 a 0.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS X VASCO

PALMEIRAS: Weverton; Mayke, Antoio Carlos, Gómez e Victor Luís; Thiago Santos, Bruno Henrique e Moisés (Scarpa); Dudu, Hyoran e Borja. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

VASCO: Martín Silva; Galhardo, Ricardo, Leandro Castán e Ramon; Desábato, Andrey, Yago Pikachu, Giovanni Augusto e Thiago Galhardo; Ríos. Técnico: Jorginho.

Juiz: Wilton Sampaio (GO)

Local: Allianz Parque

Horário: 16h

Na TV: Pay-per-view

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.