Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras recupera confiança e faz contagem regressiva para revanche

Clube volta fortalecido de vitória com o Boca Juniors e espera manter ambiente de paz até o clássico com o Corinthians

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

27 de abril de 2018 | 07h00

A paz voltou ao Palmeiras. A vitória sobre o Boca Juniors na quarta-feira, em Buenos Aires, e a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores garantem no clube uma tranquilidade extra pelo menos até o próximo jogo mais tenso, que será, por coincidência, contra o Corinthians, algoz responsável pelo início do momento turbulento.

+ Michel Bastos deve ser emprestado

+ Copa do Brasil terá jogo um dia depois da final da Copa

O Palmeiras desembarcou na tarde desta quinta-feira em São Paulo recebido com festa pela torcida e gritos de "guerreiro" para Dudu. Curiosamente, o atacante havia sido alvo de protestos durante a passagem por Buenos Aires. "Sabíamos que o jogo com o Boca seria muito importante, um divisor de águas", disse o volante Felipe Melo.

Após a partida em La Bombonera os jogadores ressaltaram a recuperação do bom ambiente e publicaram nas redes sociais imagens das comemorações. O time ganhou folga após o retorno e volta aos trabalhos somente na tarde desta sexta-feira.

Nos próximos compromissos o Palmeiras terá pela frente jogos de pressão menor, comopartidas pelo Campeonato Brasileiro (Chapecoense e Atlético-PR), visita ao Alianza Lima pela Libertadores e o jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil contra o América-MG, em Belo Horizonte. Depois disso está marcado o encontro com o Corinthians, dia 13 de maio, pelo Campeonato Brasileiro, fora de casa. 

O elenco já começa a demonstrar ansiedade pela oportunidade desse encontro, pois o último clássico, a derrota na final do Campeonato Paulista, ainda perturba. "É importante ter uma vitória assim para recuperar a confiança de vez e embalar. Não tem preço que pague essa vitória. É impagável. Precisávamos muito desse resultado para convencer o torcedor palmeirense de que estamos aí, na luta", disse Lucas Lima.

Para o domingo, 13 de maio, está marcado o primeiro reencontro entre os dois rivais depois da polêmica decisão do Estadual. Nas próximas semanas, antes desse clássico, o Palmeiras continuará a se movimentar nos bastidores para tentar a impugnação da derrota por 1 a 0, em 8 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.