Palmeiras renova contrato de Lopes

Não adiantou a tentativa de barganha dos dirigentes palmeirenses. Após uma negociação difícil, o clube cedeu às exigências do meia Lopes e renovou seu contrato por mais três anos. Numa atitude que caracteriza a política de "bom e barato" do presidente Mustafá Contursi, o clube tentou até apelar para a punição que o jogador teve de cumprir. Lopes ficou quatro meses parado por causa de exame antidoping realizado no ano passado. Com isso, os dirigentes do Palmeiras não queriam renovar agora o contrato do jogador, alegando que o tempo de paralisação não deveria ser levado em conta. Mas como Lopes foi um dos principais destaques da equipe no primeiro semestre e artilheiro da Taça Libertadores da América, o clube decidiu dar um ponto final às negociações e aceitar a pedida do meia. Em Serra Negra, onde o Palmeiras está fazendo sua pré-temporada, Lopes disse estar aliviado com o fim da controvérsia. "Meu desejo era permanecer. Estou feliz porque o acordo tem uma longa duração e os valores estão bem próximos da minha proposta inicial", observou o jogador. Para ele, a atitude da diretoria palmeirense foi um reconhecimento de seu potencial. "Agora estarei tranqüilo para jogar tudo o que sei", prometeu o meia. No jogo-treino contra a seleção de Serra Negra, o grupo deu indícios de que está assimilando a tática do treinador Celso Roth. O time iniciou a partida com três volantes no meio-campo: Fernando, Magrão e Galeano. Lopes, com isso, teve maior liberdade para criar e foi o autor de um dos gols na vitória palmeirense por 4 a 0. O lateral-direito paraguaio Arce, o zagueiro Paulo Turra e o atacante Basílio completaram o placar. No segundo tempo, Roth improvisou o volante Titi na lateral-direita. Com a saída do meia Alex e do lateral-equerdo Felipe, o treinador está encontrando dificuldades para armar a equipe. Para suprir a falta de um lateral-esquerdo, os dirigentes estão tentando a contratação de Athirson, cujo passe pertence à Juventus de Turim. De férias no Rio de Janeiro, o lateral confirmou que foi procurado por representantes do clube paulista e que teria interesse em retornar ao futebol brasileiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.