Palmeiras renova contrato do chileno Valdivia até 2009

De acordo com o diretor de futebol do clube, Genaro Marino, ele teria de renovar seu visto de trabalho

Juliano Costa, Jornal da Tarde

07 de março de 2008 | 22h04

A diretoria do Palmeiras registrou na quinta-feira um novo contrato de Valdivia na CBF. O vínculo anterior expirava em 31 de julho. O novo vai até 31 de dezembro de 2009. "Essa manobra foi feita para que ele pudesse renovar seu visto de trabalho no Brasil", disse o diretor de futebol Genaro Marino.  Veja também: Luxemburgo mantém formação ofensiva contra o Bragantino CBF anuncia tabela da segunda fase da Copa do Brasil Explica-se: sem o visto, o contrato que o meia tem com o Palmeiras perde a validade e ele poderia sair sem que o clube recebesse nenhum tostão. Como o visto é válido por dois anos, o Palmeiras pôde registrar o 'Mago' até o fim de 2009. O detalhe é que Valdivia assinou, em agosto de 2006, um "contrato de gaveta" de cinco anos com o Palmeiras - até 2011, portanto. Esse documento, porém, não tem validade sem o visto de trabalho. Daí a necessidade de se fazer um novo contrato agora, registrando-o na CBF. Valdivia tem presença garantida no jogo deste domingo, contra o Bragantino, em Bragança Paulista. A tendência é que Vanderlei Luxemburgo escale o time no 4-4-2, com o atacante Kleber no lugar do volante Wendel.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasValdiviarenovação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.