Sérgio Castro/Estadão
Sérgio Castro/Estadão

Palmeiras renova por dois anos com o diretor de futebol Alexandre Mattos

Dirigente chegou ao clube em 2015 e montou elenco Campeão Brasileiro deste ano

Gonçalo Junior, Estadão Conteúdo

09 de dezembro de 2016 | 20h10

O Palmeiras anunciou nesta sexta-feira a renovação do contrato do diretor de futebol Alexandre Mattos por mais dois anos. O dirigente chegou ao clube em 2015 e foi um dos principais responsáveis por montar o elenco que conquistou o Campeonato Brasileiro deste ano.

"Renovar por mais dois anos com o Palmeiras me traz uma satisfação enorme e, acima de tudo, uma responsabilidade muito grande. As duas primeiras temporadas foram ótimas, conquistamos títulos importantes, e agora precisamos continuar com o mesmo trabalho, com a mesma dedicação, para que o Palmeiras possa seguir neste grande momento", disse o diretor ao site do clube.

Mattos acumula três títulos do Campeonato Brasileiro - um pelo Palmeiras e dois pelo Cruzeiro, nas temporadas 2013 e 2014 -, uma Copa do Brasil (em 2015, pelo Palmeiras) e um Campeonato Mineiro (em 2014, pelo Cruzeiro). Além dele, o gerente de futebol Cícero Souza continuará na diretoria - ele está registrado no regime da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

"O Cícero é um cara muito importante no dia a dia do clube e, juntos, pudemos contribuir com as recentes conquistas da equipe. Espero que a partir de 2017 possamos melhorar ainda mais essa parceria e ajudar o Palmeiras cada vez mais", afirmou Mattos.

Embora a decisão seja eminentemente administrativa, a renovação tem influência direta na formação do elenco. As primeiras medidas após o acordo de renovação, feitas verbalmente com o futuro presidente Maurício Galiotte na terça-feira, foram as renovações de contrato do goleiro Jailson e do lateral Zé Roberto. A próxima deve ser o anúncio oficial de Eduardo Baptista como novo treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.