Palmeiras: Roth quer fim dos vexames

Embora a prioridade do Palmeiras no primeiro semestre seja a Libertadores da América, Celso Roth já foi avisado pela diretoria que devem chegar ao fim os vexames pelo Campeonato Paulista. E o treinador confirma que o time, penúltimo colocado, entrará pressionado neste domingo, às 16 horas, contra a Barbarense, em Santa Bárbara do Oeste. Nova derrota pode provocar uma crise entre a diretoria e o time. "Nós estamos indo para esse jogo como se fosse para uma guerra.Sabemos que a Barbarense precisa do resultado porque também está indo mal no campeonato. E nós já fomos avisados da obrigação de ganhar essa partida. Vai ser pau puro", resume Marcos. "A Barbarense partirá para cima tentando ganhar a partida de qualquer maneira. Mas eles irão encontrar o Palmeiras muito forte. Não vamos mais dar bobeira", promete Galeano. Celso Roth diagnosticou um grave problema psicológico na equipe e que pode ser responsável pelos péssimos resultados no Campeonato Paulista. "Os jogadores do Palmeiras não tem pegada e se acomodam muito facilmente diante da marcação adversária. Estou trabalhando duro para mudar isso. Contra a Barbarense eu quero um comportamento diferente do que aconteceu contra o São Paulo. Não adianta ir bem na Libertadores e ficar dando vexames no Paulista. Não quero acomodação por aqui", avisou Roth. O time será o mesmo que goleou o Sport Boys, com três zagueiros, seis jogadores no meio de campo e apenas Tuta na frente. "Dessa maneira o time fica mais forte na disputa da bola, chega com mais jogadores na frente e a defesa fica protegida", afirma entusiasmado Alex. "Sabendo que o time tem três zagueiros, eu posso descer para o ataque mais sossegado, sem temer tanto a cobertura. Ainda mais com o sol e o calor que fará em Santa Barbara na hora da partida", diz Felipe. O lateral se transforma muito rapidamente em peça fundamental ao time. Contra os peruanos, por exemplo, ele deu assistência para três dos quatro gols. "Eu tinha certeza que isso aconteceria naturalmente. O Felipe em boa forma física desequilibraria. Ele tem muita qualidade. Exatamente em um setor que precisávamos: a lateral", elogia Roth. Marcos fará um teste antes da partida. O goleiro sofreu uma bolada no dedinho da mão direita e hoje treinou com o dedo imobilizado. "Acho que vou jogar, já atuei oito meses com dores na mão, não será um dedinho que vai me tirar de um jogo tão importante como esse." Quem não está muito contente com a formação ´ideal´ descoberta pelo treinador é Fábio Júnior. "Eu sei que sou uma estrela e fui contratado para fazer muitos gols. Estou na reserva agora, mas não sou de reclamar. É evidente que gostaria de estar jogando, só que tenho de respeitar o treinador e o grupo. Mas essa situação é temporária", promete o atacante emprestado pela Roma.Na formação do time que foi para Santa Bárbara, Roth expurgou jogadores que tinham prestígio com o ex-treinador Marco Aurélio.Juninho, Gilmar, Alexandre Souza, Flávio e até o colombiano Muñoz nem viajaram. O diretor Américo Faria já avisou: "Quem reclamar do banco ou de não viajar, será punido." Argel pode ser processado por abandono de emprego já que está treinando sem avisar a diretoria no São José do Rio Grande do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.