Ernesto Rodrigues/AE
Ernesto Rodrigues/AE

Palmeiras só empata com o Botafogo na estreia no Paulistão 2011

Repetindo a apatia de 2010, time do técnico Luiz Felipe Scolari decepciona a torcida

TERCIO DAVID, estadão.com.br

15 de janeiro de 2011 | 21h19

SÃO PAULO - Sem novidades no grupo de jogadores e sem contar com Marcos e Valdivia, o Palmeiras não começou bem o Campeonato Paulista ao ficar no 0 a 0 com o Botafogo, neste sábado, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Com o decepcionante empate em casa na estreia, o time alviverde corre o risco de terminar a primeira rodada fora do grupo dos oito primeiros, que vão à segunda fase. Para o time de Ribeirão Preto, o resultado pode ser considerado bom, afinal empatou fora de casa com um dos favoritos.

Na próxima rodada, o Palmeiras visita o Ituano, no Estádio Barão de Serra Negra, em Piracicaba, na quinta-feira, às 21 horas. Ao mesmo tempo, o Botafogo recebe o Noroeste, no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Ano novo, time velho. Palmeiras 2011, modelo 2010. Assim como aconteceu no ano passado, o torcedor palmeirense passou maus bocados no Pacaembu, principalmente por que o Botafogo se mostrou um time bem preparado para o início do campeonato.

Sem contar com nenhuma novidade com relação à equipe que terminou o Brasileirão, o Palmeiras sofreu bastante na defesa, principalmente nas jogadas alçadas na área. No ataque, novamente o time viveu das tentativas estabanadas de Kleber e da bola parada de Marcos Assunção.

No segundo tempo, o Palmeiras conseguiu pelo menos evitar os cruzamentos para a sua área e passou ele a pressionar mais o Botafogo. Mas sem muita criatividade, graças ao meio de campo repleto de homens de marcação, o time ameaçou pouco o gol de Júlio Cesar.

Prevenção. André Neles estava inicialmente escalado para ser titular no ataque do Botafogo, mas acabou fora até do banco. No entanto, a direção botafoguense preferiu não escalar o jogar, temendo um punição por ele ter sido expulso no último jogo do time na Copa Federação Paulista.

PALMEIRAS - 0 - Deola, Vitor, Maurício Ramos, Danilo, Rivaldo (Vinicius), Márcio Araújo, Marcos Assunção, Tinga, Lincoln (Patrick), Luan  e Kleber  (Dinei). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

BOTAFOGO - 0 - Júlio César, Dida, Dirceu, Augusto, Andrezinho, Rodrigo Soares , Leandro Carvalho (Chicão), Assis (João Victor), Ramon, Assisinho e Gilmar Baiano. Técnico: Roberto Fonseca.

Árbitro - Márcio Roberto Soares (SP); Público - 7.043 pagantes; Renda - R$ 221.589,00; Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.