Palmeiras sofre 1.º revés no Paulistão para a Ponte Preta

Priorizando o clássico com o Santos no domingo, o Palmeiras perdeu a primeira partida no Campeonato Paulista ao ser derrotado pela Ponte Preta por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, no Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. A equipe dirigida pelo técnico Caio Júnior entrou em campo sem Edmundo e Paulo Baier, que não estiveram bem no empate diante do Grêmio Barueri no último fim de semana. O resultado deixou o Palmeiras na quinta colocação na tabela do Estadual, com dez pontos, cinco a menos que o líder e invicto Santos. Já a Ponte, que estreou o técnico Nelsinho Baptista no lugar do demitido Wanderley Paiva, ocupa o 12.º posto, com sete pontos. Com uma formação mais jovem, uma vez que Amaral e Cristiano atuaram no lugar dos veteranos Paulo Baier, poupado, e Edmundo, o Palmeiras começou o jogo impondo o ritmo. Tanto que perdeu duas grandes de chances de sair na frente aos 5 minutos, com Valdívia, que cabeceou debaixo da trave para fora, e aos 21, quando o zagueiro Edmílson cobrou uma falta na trave. Mas a supremacia palmeirense acabou nos momentos finais da primeira etapa - a Ponte Preta anotou duas vezes num intervalo de apenas dois minutos. Os anfitriões marcaram o primeiro tento do confronto aos 39, com o Anderson Luiz. O atacante bateu forte de fora da área e o goleiro Marcos chegou atrasado para fazer a defesa. O camisa 1, no entanto, não admitiu ter falhado no lance. "Já estou acostumado, todo gol que levamos é minha culpa", brincou o jogador. "Ele (Anderson Luiz) teve sorte, pegou bem na bola, que veio com muito efeito. O Francis e o Wendel estavam na minha frente e a bola deve ter passado por baixo das pernas de um deles. Achei que a bola não fosse passar. Como veio com muita velocidade, foi difícil reagir", comentou Marcos no intervalo da partida. A Ponte Preta ampliou a vantagem ao aproveitar uma nova falha do rival, desta vez da marcação. Após cruzamento da direita para a área, o volante Pierre não acompanhou o atacante Finazzi, que bateu na saída de Marcos. O jogador ponte-pretano anotou o seu quinto gol na competição e está na artilharia, ao lado de Christian (Corinthians), Cleber Santana (Santos) e Somália (São Caetano). Em desvantagem, o técnico Caio Júnior promoveu duas alterações antes do início da etapa complementar. Colocando Edmundo no lugar de Osmar, que apareceu muito pouco na partida, e Marcelo Costa na vaga de Amaral, que havia se reapresentado ao time apenas na terça-feira depois de disputar o Campeonato Sul-Americano sub-20 no Paraguai pela seleção brasileira. O chileno Valdívia também deixou o campo por causa de uma suspeita de lesão no nariz. Por ter recebido o terceiro cartão amarelo, o meia não jogará com o Santos mesmo se a contusão não for grave. Caio, que havia entrado no lugar de Valdívia, descontou para o time do capital aos 31. O recém-contratado pegou a sobra num escanteio e chutou forte da entrada da área, no canto esquerdo do goleiro Aranha. O Palmeiras ainda teve duas excelentes chances com Edmundo e Caio, mas o clube acabou amargando a primeira derrota no Paulistão. Ficha técnica Ponte Preta 2 x 1 Palmeiras Ponte Preta: Aranha; Johnathan, Emerson, Anderson, Wellington (Zacarias); Carlinhos, Ismael, João Marcos (Wanderley), Julian (Dic); Anderson Luiz e Finazzi. Técnico: Nelsinho Baptista. Palmeiras: Marcos; Dininho, Pierre e Edmílson; Amaral (Marcelo Costa), Francis, Wendell, Valdívia (Caio) e Michael; Osmar (Edmundo) e Cristiano. Técnico: Caio Júnior. Gols: Anderson Luiz, aos 39, e Finazzi, aos 41 minutos do primeiro tempo; Caio, aos 31 minutos do segundo tempo. Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra. Cartões amarelos: Ismael, Anderson Luiz, Wanderley, Aranha, Carlinhos e Valdívia. Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.