Palmeiras sonha em ter Alex no segundo semestre

Meia tem mais seis meses de contrato com o Fenerbahçe, da Turquia, e pode voltar ao Brasil em julho

Juliano Costa, Agencia Estado

25 de dezembro de 2008 | 12h57

O Palmeiras sonha com a volta de Alex para causar, entre seus torcedores, impacto semelhante ao que teve a contratação de Ronaldo pelo Corinthians. Quem diz isso é o diretor de planejamento do clube, Luiz Gonzaga Belluzzo, que deve sair candidato à presidência nas eleições de janeiro.Veja também:Palmeiras está perto de acertar patrocínio com SamsungBelluzzo deve ser candidato da situação no Palmeiras Tabela e calendário do Paulistão 2009 Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão O convite já foi feito, mas é apenas para o segundo semestre. Alex tem mais seis meses de contrato com o Fenerbahçe, da Turquia, e sempre fala com carinho sobre uma possível volta ao Palmeiras. "Nós estamos em cima dele. Sempre foi o nosso grande sonho. Em junho, ele fica livre. E se não quiser renovar lá, é claro que vai vir pra cá", diz Belluzzo.O dirigente não tem dúvidas que o impacto entre os palmeirenses seria bem parecido com o que Ronaldo teve no Corinthians. Mas há diferenças importantes. A primeira, de acordo com Belluzzo, é que o Palmeiras precisa "se capitalizar" para ir atrás do meia e pagar a ele um salário condizente com o que recebe na Turquia, e não esperar que a contratação dele agregue a chegada de patrocinadores, como fez o Corinthians com Ronaldo.A segunda é técnica. "Tem essa diferença de que o Alex é jogador em atividade", diz Belluzzo, brincando e depois falando sério: "Com todo respeito ao Ronaldo, mas Alex está em atividade e bem na Europa. Ele tem um poder incrível de criar espaços e se livrar da marcação, além de uma baita visão de jogo."Alex está com 31 anos e, de tão idolatrado pela torcida turca, recebeu do Fenerbahçe uma proposta de contrato vitalício - ficaria no clube até encerrar a carreira. O meia agradeceu, mas decidiu não assumir esse compromisso. Ele ainda espera uma proposta de um clube de um país de ponta da Europa - Inglaterra, Espanha ou Itália.Se não aparecer nada, sabe que tem lugar cativo no coração do palmeirense. "É evidente que continuaremos em cima dele. Alex é um ídolo da torcida, um jogador que tem história aqui", diz Belluzzo.Pesa a favor também o fato de Alex ter ótimo relacionamento com Vanderlei Luxemburgo. Os dois conquistaram juntos três títulos pelo Cruzeiro em 2003: Mineiro, Copa do Brasil e Brasileiro. O meia gosta tanto do treinador que chegou a escrever em seu blog um texto de apoio a ele após a briga com a Mancha Alviverde no Aeroporto de Congonhas.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasAlex

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.