Palmeiras supera Inter com dois de Marcos Assunção

Os jogadores do Palmeiras não se deixaram influenciar pelas reviravoltas na diretoria do clube e fizeram a lição de casa nesta quarta-feira. Jogando na Arena Barueri, derrotaram o Internacional por 2 a 0, pela 26.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O volante Marcos Assunção foi o destaque da equipe paulista ao marcar dois gols em parecidas cobranças de faltas.

AE, Agência Estado

29 de setembro de 2010 | 21h33

Foi a terceira vitória consecutiva do time de Luiz Felipe Scolari, um dia depois de o presidente interino Salvador Hugo Palaia promover mudanças inesperadas no clube. O substituto provisório de Luiz Gonzaga Belluzzo, afastado por motivos de saúde, dissolveu a diretoria do clube e reduziu os poderes do vice de futebol, Gilberto Cipullo.

As alterações, contudo, não prejudicaram a motivação dos atletas palmeirenses nesta quarta. O time alcançou os 38 pontos, na provisória oitava colocação. O Inter estacionou nos 41, próximo ao G-3. Depois de derrubar o Corinthians da liderança, no domingo, o time gaúcho sofreu com os desfalques nesta quarta. O lateral-direito Nei, o zagueiro Índio e o meia D''Alessandro cumpriram suspensão, enquanto o volante Tinga foi vetado, por lesão.

O JOGO - Palmeiras e Inter fizeram um início de jogo movimentado, mas de pouca qualidade, principalmente no ataque. O time mandante tinha mais iniciativa, enquanto o visitante mostrava ligeira superioridade no meio-campo. Com melhor toque de bola, o Inter criou a primeira boa chance de gol, aos 10 minutos. Edu cabeceou na pequena área e exigiu grande defesa de Deola.

Com dificuldade para se organizar no ataque, o Palmeiras buscava o ataque na base da motivação. Pouco finalizava e não ameaçava o gol de Renan. Do outro lado, o Inter seguia melhor em campo. Aos 20, Leandro Damião recebeu pela direita, se esquivou do marcador, e bateu rasteiro, à direita de Deola.

Apesar do mau momento no jogo, o Palmeiras conseguiu chegar ao primeiro gol aos 31 minutos, em lance de bola parada. Marcos Assunção voltou a mostrar eficiência no fundamento ao acertar belo chute, de longe, no canto esquerdo de Renan.

O gol alterou o panorama da partida. Mais confiante, o Palmeiras passou a controlar o meio-campo, fechando os espaços do Inter. Também atacava mais, e com maior perigo. O Inter, por sua vez, reduziu o ritmo e se recolheu na defesa. "O jogo está disputado. Eles tiveram a felicidade de pegar bem na bola e fazer o gol", resumiu Bolívar, na saída para o intervalo.

A equipe gaúcha, que não contou com o suspenso Celso Roth no banco, tentou voltar ao jogo no segundo tempo. Alecsandro entrou no lugar de Leandro Damião para dar maior movimentação ao ataque. O Inter tentava pressionar, enquanto o Palmeiras se concentrava na defesa, em busca dos contra-ataques.

E, quando o rival ensaiava a reação, o Palmeiras chegou ao segundo gol, nas mesmas circunstâncias do primeiro. Aos 13, Marcos Assunção repetiu o feito da etapa inicial e, quase da mesma distância, acertou o canto direito de Renan. A zaga ameaçou desviar a bola no meio do caminho e contribuiu para a falha do goleiro.

Embalado, o time paulista quase marcou o terceiro gol na sequência do segundo. Kleber recebeu livre pela direita, invadiu a área e bateu alto, rente à trave de Renan, aos 15 minutos. O bom ritmo intimidou o Inter, que se mostrava cada vez mais apático em campo. O Palmeiras, que ainda teve boas chances para ampliar o placar com Kleber, soube conduzir a vitória, sem ser ameaçado, até o apito final.

O Palmeiras tentará manter a reação no Campeonato Brasileiro no clássico com o Santos, no sábado, às 16 horas, na Vila Belmiro. O Inter receberá o Guarani no Beira-Rio, no mesmo dia, às 18h30.

Ficha Técnica:

Palmeiras 2 x 0 Internacional

Palmeiras - Deola; Vitor, Danilo, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Edinho, Márcio Araújo (Lincoln), Marcos Assunção, Tinga (Rivaldo); Valdivia (Pierre) e Kléber. Técnico: Luiz Felipe Scolari.

Internacional - Renan; Daniel, Bolívar, Sorondo e Kleber; Guiñazu, Wilson Matias, Giuliano (Glaydson), Andrezinho (Marquinhos) e Edu; Leandro Damião (Alecsandro). Técnico: Celso Roth.

Gols - Marcos Assunção, aos 31 do primeiro tempo e aos 13 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos - Edinho, Maurício Ramos, Kléber (Palmeiras); Edu, Giuliano (Inter).

Árbitro - Evandro Rogério Roman (Fifa-PR).

Renda e público - Não disponíveis.

Local - Arena Barueri, em Barueri (SP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.