Palmeiras tem até quarta para tirar 2.ª semifinal do Morumbi

FPF confirma o estádio são-paulino no domingo; para mudar local, time alviverde terá de apresentar laudos

Milton Pazzi Jr., estadao.com.br

07 de abril de 2008 | 12h34

Palmeiras x São Paulo nos próximos dois domingos (13 e 20 de abril), às 16 horas, e Guaratinguetá x Ponte Preta nos dois sábados (12 e 19 de abril), com primeiro jogo em Campinas e o segundo no estádio do líder da primeira fase do Paulistão, ambos às 18h10. A Federação Paulista de Futebol (FPF) confirmou assim a tabela das semifinais do Paulistão.Veja também: Quais times estarão na final do Campeonato Paulista? Os números e destaques dos confrontos das semifinais Clássico entre São Paulo e Palmeiras começa nos bastidores São Paulo vence e encara o Palmeiras na semifinal Palmeiras bate o Barueri por 3 a 0, mas fica em segundo lugarQuanto aos locais do clássico, apenas o primeiro jogo está garantido, será no Estádio do Morumbi, em São Paulo. Para a segunda partida, o local pode ser outro que não a casa do time tricolor. O presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, permitiu ao time alviverde que apresente laudos do Ministério Público e da Polícia Militar até quarta-feira do estádio onde quiser jogar. Ribeirão Preto (Estádio Santa Cruz) ou São José do Rio Preto (Estádio Benedito Teixeira, ou Teixeirão) são as opções. O Estádio Palestra Itália está descartado, pela falta de áreas de segurança para os torcedores no entorno do clube. E Del Nero foi bem claro na entrevista coletiva: todos os órgãos querem o Morumbi."Eu prefiro o Morumbi. Mas demos ao Palmeiras a alternativa de apresentar uma opção, desde que se enquadre nas exigências de segurança. Queremos o melhor para os torcedores. Se o Palmeiras não conseguir, o jogo será no estádio do São Paulo. Queremos que todos os clubes se enquadrem e ofereçam as melhores arenas aos torcedores", disse o presidente da FPF."Ele mostra preocupação com a segurança do torcedor e aí decide o mando do segundo jogo. Estamos confiantes de que deixaremos de jogar na casa do São Paulo. Vamos trabalhar na busca de um local adequado. Será um local devidamente autorizado pelo Ministério Público e pela polícia", discursa Toninho Cecílio, gerente de Futebol do Palmeiras, tentando mostrar otimismo, em entrevista à rádio Jovem Pan.NEUTRALIDADEDel Nero explica os motivos de querer o estádio são-paulino. "Considero o Morumbi um campo grande, em condições de receber bem as duas torcidas. É neutro neste caso", diz. O gerente de Futebol do São Paulo, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, rebate e defende o local. "Não é neutro não. É nosso [do São Paulo] estádio. Acreditamos que temos condições de receber bem as duas partidas e não vejo problemas como o Palmeiras, já perdemos e já ganhamos jogando lá. Mas acataremos a decisão que a federação tomar", diz.A renda das semifinais será dividida pela metade entre os times participantes. E os cartões amarelos e vermelhos acumulados nesta primeira fase estão mantidos para as semifinais e final do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.