Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão

Palmeiras tem dificuldades ao treinar em campo sintético

Jogadores sofreram com domínio de bola e muitos tropeçaram nas finalizações

DANIEL BATISTA, Agência Estado

24 de abril de 2013 | 18h33

SÃO PAULO - O Palmeiras atravessou a rua (de ônibus) para treinar na tarde desta quarta-feira. Já se planejando para o confronto da próxima terça-feira, contra o Tijuana, no México, o clube alviverde usou as instalações do Nacional Atlético Clube para começar a se adaptar ao gramado sintético que vai encontrar na Copa Libertadores.

Os jogadores alviverdes, porém, tiveram dificuldades de adaptação ao campo sintético, principalmente no domínio de bola. Só Léo Gago utilizou chuteiras especificas para este tipo de gramado. Os demais utilizaram o mesmo calçamento que estão acostumados. Principalmente no treino de finalização, sofreram com o piso. Muitos tropeçavam.

Apesar de o Nacional ser do outro lado da Avenida Marquês de São Vicente, exatamente em frente ao CT do Palmeiras, os jogadores foram para lá de ônibus. Só Valdívia, Leandro Amaro e Tiago Real não treinaram, pois ficaram na academia fazendo fortalecimento muscular.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolPalmeirasCopa Libertadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.