César Greco/Divulgação
César Greco/Divulgação

Palmeiras tem problemas no ataque contra o Atlético-PR

Cristaldo e Barrios não devem jogar na quarta-feira

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2015 | 10h30

O jogo do Palmeiras com o Atlético-PR é só na quarta-feira da semana que vem, mas já preocupa o técnico Marcelo Oliveira, principalmente quando ele olha para o ataque. O treinador não poderá contar com Cristaldo, suspenso, e dificilmente terá Barrios, com a seleção paraguaia. Assim, a opção que resta é Alecsandro, que anda em baixa e não deverá continuar no clube no ano que vem.

Cristaldo foi julgado na quarta-feira no STJD pela expulsão na partida com o Santos, pelo Campeonato Brasileiro, e acabou sendo condenado com dois jogos de suspensão. Como já cumpriu um, ele teria que ficar fora diante dos paranaenses, mas o departamento jurídico do Palmeiras tenta conseguir um efeito suspensivo.

Já Barrios foi convocado para a seleção paraguaia que disputa as Eliminatórias para a Copa do Mundo. Ele jogará no sábado, contra o Peru, em Lima, e depois recebe a Bolívia, em Assunção, na terça-feira. Como o jogo com o Atlético-PR é na quarta-feira, em Curitiba, dificilmente o atacante terá condições de estar em campo.

Se realmente não conseguir contar com Cristaldo e Barrios, Marcelo Oliveira terá que recorrer a Alecsandro, que tem sido bastante criticado pelos torcedores e dificilmente permanece no grupo para a próxima temporada.

Outra opção do treinador seria mexer no esquema tático e avançar algum outro atleta para o setor, como por exemplo, Rafael Marques e Gabriel Jesus. O elenco se reapresentou na tarde desta quarta-feira, na Academia de Futebol, onde treinará também nesta quinta-feira. Após a atividade, o grupo viaja para Atibaia, onde ficará até terça-feira da semana que vem, quando viajará direto para Curitiba, onde enfrenta o Atlético-PR na quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebolBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.