Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Palmeiras tem proposta milionária por Love

O Palmeiras recebeu uma oferta irrecusável por Vágner Love, de um grupo de empresários portugueses, e dificilmente deixará de negociar o atacante. A proposta, de US$ 9 milhões (cerca de R$ 27 milhões), já está sobre a mesa do presidente Mustafá Contursi.Se depender da vontade do dirigente, Vágner não será vendido agora. Mustafá entende que o atacante de 19 anos deveria permanecer no Palmeiras pelo menos até o final da Copa do Brasil, competição que garante vaga para a LibertadoresNa quarta-feira o time decidirá a classificação jogando em casa contra o Goiás. No primeiro jogo, em Goiânia, houve empate por 1 a 1. Um empate por 0 a 0 classificará o Palmeiras. Se isso acontecer, o adversário nas semifinais sairá de um grupo teoricamente fraco: Guarani, XV de Novembro, Americano e Gama. Por isso, Mustafá acha que seria um risco muito grande negociar Vágner Love agora.Para vender o jogador, no entanto, o clube terá que se entender também com o ex-empresário de Vágner. Gilmar Rinaldi, que levou o atacante para o Parque Antártica há três anos, é dono de 40% dos direitos federativos do artilheiro, em caso de uma eventual transferência. Ouvido ontem pelo JT, por telefone, Gilmar confirmou a proposta dos portugueses. "Fiquei sabendo que um grupo de empresários portugueses fez uma proposta pelo Vágner, mas nem quis saber os detalhes. Minha parceria é com o Palmeiras. Além disso, confio totalmente no presidente Mustafá Contursi".Sonho - Vágner somente está no Palmeiras graças a Gilmar Rinaldi. Foi o empresário que conseguiu a liberação do atacante na Justiça. O jogador estava no Campo Grande, do Rio de Janeiro, e pôde mudar de clube porque o juiz Ciro Darlan aceitou os argumentos do advogado contratado por Gilmar.Por enquanto, Vágner nada sabe sobre a tal proposta. Mustafá quer o atacante concentrado apenas no jogo de quarta-feira. Ontem, após a goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians, o artilheiro palmeirense só queria saber de comemorar o seu primeiro gol contra o arquiinimigo. "Fazer um gol contra o Corinthians é um sonho para qualquer jogador", festejava.Além de marcar, o atacante teve participação importante na jogada do segundo gol. Fez outras boas jogadas e foi muito inteligente aos 26 minutos do primeiro tempo, deixando a bola passar para Pedrinho. O meia só precisou driblar Fábio Costa para fazer 2 a 0. Na prática, foi o gol que desestabilizou o Corinthians.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.