Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Cesar Greco/Ag. Palmeiras

Palmeiras tem reforço da equipe sub-20 em primeiro treino após reapresentação

Atacante Yan, da base, treina com os profissionais nesta terça-feira

Estadão Conteúdo

26 Junho 2018 | 14h02

O Palmeiras realizou na manhã desta terça-feira o primeiro treinamento na Academia de Futebol desde a reapresentação do elenco após o período de folga em razão da paralisação do Campeonato Brasileiro para a disputa da Copa do Mundo da Rússia. O técnico Roger Machado comandou uma atividade com toque de bola e movimentação e teve o reforço do atacante Yan, destaque do time sub-20.

+ Scarpa consegue liminar, fica livre do Fluminense e pode voltar ao Palmeiras

Yan se juntou ao elenco para aumentar o número de opções ofensivas. No momento, Roger tem apenas Artur, Dudu, Willian, Papagaio e Deyverson como opções de ataque. Borja está com a seleção da Colômbia no Mundial da Rússia e Keno foi negociado com o Al-Ahram, do Egito, e já não joga mais pelo time alviverde.

Quem também participou da atividade foi o meia Vitinho, que retornou de empréstimo do time B do Barcelona. O trabalho teve como prioridade a posse de bola. Primeiro foram divididos dois grupos em um círculo, em que os jogadores só podiam dar dois toques na bola por vez. Em seguida, Roger comandou a atividade em campo reduzido.

Na última segunda-feira, os jogadores realizaram exames físicos e cardiovasculares no centro de excelência. Felipe Melo não foi submetido às avaliações pois teve atraso no seu voo dos Estados Unidos ao Brasil. Ele fez os exames nesta terça e, por isso, desfalcou o grupo no treinamento.

Em recuperação de problemas musculares, o zagueiro Antônio Carlos e o lateral-esquerdo Diogo Barbosa fizeram um trabalho físico sob orientação do preparador Thiago Maldonado. O goleiro Fernando Prass, que tem uma inflamação no joelho, e o meia Guerra, em recuperação de cirurgia no pé esquerdo, também não treinaram. Eles ficaram na parte interna do centro de excelência.

 

 

Mais conteúdo sobre:
futebol Palmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.