Palmeiras tenta acabar com jejum na Arena da Baixada

O Palmeiras já mostrou nesse Campeonato Brasileiro que o seu forte não são os jogos fora de casa - foram apenas duas vitórias como visitante até agora. Neste domingo, às 16 horas, o desafio se mostra um pouco mais difícil, em um estádio em que nunca conseguiu ganhar. O adversário é o Atlético-PR, na Arena da Baixada, em Curitiba.Em seis jogos disputados contra o Atlético-PR na Arena da Baixada, desde 2000, o Palmeiras sofreu quatro derrotas e conseguiu dois empates. E marcou apenas um gol, com o zagueiro Dininho, no revés por 2 a 1 do ano passado. "Jogar na Arena é sempre muito difícil, complicado, a torcida faz muita pressão", avisou o técnico Vanderlei Luxemburgo. "Mas tabu é para ser quebrado."Com o intuito de assumir a liderança do campeonato em no máximo cinco rodadas - o Palmeiras tem 40 pontos, cinco a menos do que o líder Grêmio -, Luxemburgo sabe que a vitória neste domingo é fundamental para que suas pretensões sejam alcançadas. "É sempre difícil jogar na Arena, eles atuam de maneira agressiva, têm uma torcida fanática", alertou o atacante Alex Mineiro, artilheiro do Brasileirão com 15 gols. Para tentar acabar com as falhas defensivas - o time tem levado vários gols nas jogadas aéreas -, Luxemburgo colocou o esquema tático 3-5-2 em ação, apesar de não gostar muito dele. "Vamos ter mais consistência lá atrás", disse o zagueiro Gustavo, que jogará ao lado de Jéci e Gladstone. Élder Granja, recuperado de contusão, volta à lateral-direita. E Jéfferson fica com a vaga do suspenso Leandro na lateral-esquerda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.